Como Criar um Blog – Guia Completo
access_time
hourglass_empty
person_outline

Como Criar um Blog – Guia Completo

Como criar um blog

  1. Escolha o segmento do seu blog
  2. Escolha uma plataforma para criar seu blog
  3. Encontre um serviço de hospedagem
  4. Escolha um nome de domínio
  5. Configure a plataforma do seu blog
  6. Publique o primeiro post

Esses são os seis passos que vamos seguis neste tutorial e também preparamos dicas interessantes que vão facilitar a sua vida na hora de criar um blog! Respire fundo e vamos nessa!

Mas antes vamos falar de descontos! Se você quer criar um blog agora mesmo, utilize nosso cupom de desconto e crie o seu blog com a Hostinger ainda hoje. Oferecemos garantia de reembolso dentro de 30 dias!

Oferta Limitada – Aproveite 90% de desconto para Criar o seu Blog

Por Que Criar um Blog?

Sempre que estiver prestes a criar algo novo, esta é a primeira pergunta para a qual você deve encontrar a resposta. Por quê?

Depois de descobrir as razões, todo o processo se tornará muito mais agradável, e você pode aprender coisas novas e agradáveis ao longo do caminho.

Aqui estão alguns motivos para te ajudar com essa resposta:

  1. Você vai fornecer conhecimento e conteúdo para um público específico. Para criar posts de qualidade, você precisa estudar seu nicho e pesquisar muitas áreas. Durante este processo, você vai reunir um conhecimento valioso que pode ajudá-lo no futuro. E quem sabe, você tenha ideias boas o suficiente para ter seu próprio negócio online.
  2. É uma ótima maneira de expressar suas ideias. Você já teve um daqueles dias em que muitas grandes ideias começam a surgir, mas não sabe como agir sobre elas? Bem, se você começar um blog, isso é mais ou menos resolvido. Compartilhe suas ideias e opiniões com todos ao redor do mundo
  3. Você terá um fluxo consistente de tráfego. Muitos novos projetos e empresas muitas vezes lutam para encontrar um público para mostrar suas novas idéias ou produtos. Isso pode causar lentidão no crescimento e expansão. Mas com um blog no lugar, você pode ter um tráfego valioso e convertê-lo em clientes ou em usuários com grande potencial!
  4. Pode ser a porta para novas oportunidades. Embora a jornada possa ser um pouco difícil no começo, quando seu blog começar a crescer, você encontrará muitas novas oportunidades. Ao estabelecer sua presença online, mais e mais pessoas se juntarão ao seu círculo. E você pode se tornar o próximo grande especialista no seu segmento!
  5. Mostre ao mundo o que você está fazendo. Mesmo nesta era da tecnologia, a palavra escrita ainda é a maneira mais poderosa de transmitir sua mensagem. Se você estiver executando um projeto paralelo, iniciar um blog pode ser uma das melhores maneiras de exibir suas conquistas para o mundo. Usando o poder da internet, você pode alcançar todos os cantos do mundo instantaneamente!
  6. Seja o próximo grande influenciador. Cada novo post no blog vai te dar um passo mais perto da popularidade. Se você tem muita experiência em uma determinada área, o blog vai te ajudar a se estabelecer no mercado. Construa uma audiência, faça novas conexões, apresente suas idéias e rompa todos os limites!
  7. Trabalhe para realizar um sonho. Não há melhor sensação do que trabalhar em direção a um objetivo. Apesar de muitas vezes a gente desiste sem nem ter tentado ao certo. Se você é apaixonado por algo, criar um blog será o ambiente perfeito para começar a trabalhar para suas paixões reais.

Há alguns anos atrás, um blog não era visto como algo sério. Mas com o passar do tempo, muitas pessoas transformaram seu blog em um negócio sólido e lucrativo.

Se o que você quer é liberdade, ter o seu próprio blog é um pequeno passo na direção certa. 😉

Vídeo: Como Criar um Blog

Se você da turma que prefere tutoriais em vídeo, já deixe o link do nosso tutorial do YouTube aberto aí no seu navegador. Você vai acompanhar visualmente como criar um blog.

Como Criar um Blog?

Agora vamos aos passos!

1º Passo: Escolha o Segmento do Seu Blog

Se você está gerenciando um projeto ou uma empresa, ter um blog sobre os serviços, produtos e a missão da empresa é uma excelente ferramenta. Com um blog você atrairá pessoas realmente interessadas no que você faz. E com isso você ganha e sua audiência também.

Caso você queira começar um blog para um projeto pessoal, um hobby talvez, você tem muito mais opções à sua frente, acredite, um mundo cheio de possibilidades. Desde blog de viagens, tecnologia, receitas, música, moda – há muitos assuntos que você pode escolher como tema principal do seu blog.

Como esse é um dos passos mais importantes, tire um tempo para pensar e escolher. Nada de pressa aqui, ok? Pesquise suas opções e encontre um segmento, o nicho que você realmente quer!

Se é que podemos te dar alguma dica, a sua melhor aposta sempre é escrever sobre algo que você já gosta. Ao fazer algo que você gosta, os resultados são sempre melhores. E seu público, sem dúvida, perceberá isso. O trabalho será natural.

Se você ainda não tem certeza sobre o que escrever, não deixe que isso te faça desistir. A maioria dos blogs de sucesso passou por várias abordagens e nichos antes de atingir o objetivo. Nosso melhor conselho para você é: mergulhe fundo na sua escolha e nunca desista!

2º Passo: Escolha uma Plataforma de Blog

O próximo passo é escolher a plataforma onde você fará todo o trabalho de construir o seu blog. Como os blogs são compostos principalmente de conteúdo, você deve considerar o uso de um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS).

Escolher um CMS como sua plataforma de blog permitirá que você:

  • Configure um blog sem ter conhecimento em programação e códigos.
  • Publique e crie conteúdo novo de maneira simples.
  • Concentre-se mais em escrever do que em aspectos técnicos.
  • Adicione novos recursos facilmente com a ajuda de plugins.
  • Encontre um design criativo para o seu site.

Não apenas isso, mas os sistemas de gerenciamento de conteúdo ganharam bastante popularidade. Eles é que sustentam uma grande parte de todos os sites do mundo.

E como em tudo na vida, alguns se destacam mais do que os outros. Então vamos conhecer as três principais plataformas de blogs que recomendamos, que são:

  • WordPress
  • Joomla
  • Drupal

A parte mais incrível é que você pode instalar todas essas plataformas com apenas um único clique na Hostinger. Sem ter conhecimento técnico ou ter que pagar alguém para fazer isso! Você vai conseguir fazer tudo sozinho!

Agora vamos analisar cada um deles com mais detalhes para encontrar a escolha certa para o seu blog.

WordPress

CMS WORDPRESS

Com o título de CMS mais popular do mundo, o WordPress é uma plataforma sólida para começar um blog. É extremamente fácil configurar, gerenciar e não requer conhecimento nenhum em  codificação! Inclusive usamos o WordPress para nosso blog e tutorial aqui na Hostinger.

VantagensDesvantagens
Fácil para iniciantesSempre tem muitas atualizações
Galeria com várias opções de temas e pluginsExige uma certa manutenção com frequência
Otimizado para SEO e fácil de gerenciar.

Joomla

cms joomla

O Joomla é outra plataforma de código aberto que hospeda muitos blogs em todo o mundo. É também um dos maiores concorrentes do WordPress.

Configurar o CMS Joomla é rápido e você pode fazer isso sem ter nenhum conhecimento técnico. Alguns até argumentam que a publicação de conteúdo é mais fácil com o Joomla do que com outras plataformas. Mas isso deixamos para você decidir.

Com uma extensa biblioteca de extensões e plugins gratuitos, o Joomla é um ambiente confiável para iniciar qualquer tipo de blog.

VantagensDesvantagens
Fácil para iniciantesMenos flexível comparado ao WordPress e Drupal
Painel do Administrador intuitivoTeve problemas com segurança no passado
Multilingual (mais de 70 idiomas).

Drupal

cms drupal

Um dos sistemas de gerenciamento de conteúdo mais avançados, o Drupal tem um lugar especial no coração de todos os desenvolvedores web.

O Drupal oferece algumas das mais altas opções de personalização quando se trata de implementar recursos complexos. Mas neste caso você vai precisar de um pouco de conhecimento para executar.

Se você gosta de programação e quer ter um blog altamente flexível, o Drupal é a escolha perfeita!

VantagensDesvantagens
Focado para desenvolvedoresExige conhecimento técnico
Possibilita adicionar funções mais complexasRequer técnicas avançadas
Flexível e seguro.Possui uma comunidade de desenvolvedores restrita

3º Passo: Encontre uma Hospedagem

Quando se trata de escolher uma plataforma de hospedagem para blogs, há algumas coisas a serem consideradas:

  • Quanto tráfego você espera ter?
  • Quão rápido é a instalação e configuração?
  • Tem suporte?
  • Quais recursos você terá para ter um blog de sucesso?
  • Qual o custo?

O legal é que você não precisa procurar muito, pois já pensamos em tudo isso e temos exatamente o que você precisa!

Aqui na Hostinger, aperfeiçoamos intensivamente a infraestrutura de servidores ao longo dos anos para fornecer a melhor experiência para você que quer criar um blog.

Equipado com um painel de controle da Hostinger, você pode configurar seu CMS com apenas um clique. E sempre que precisar de ajuda, os nossos agentes estarão à sua disposição 24 horas por dia, sete dias por semana.

Para começar, aproveite nosso cupom de desconto especial para criar um blog e fique online em alguns minutos!

Oferta por Tempo Limitado – Aproveite 90% de desconto para Criar o seu Blog

Claro que as características de um serviço de hospedagem vão além disso, há muitas opções para escolher, dependendo da escala do seu blog. Vamos ver as opções de hospedagem compartilhada, hospedagem cloud e VPS da Hostinger.

Hospedagem Compartilhada

Um dos melhores lugares para lançar seu primeiro site ou blog, a hospedagem compartilhada pode ser comparada ao transporte público ou a um dormitório estudantil.

Um servidor físico comporta vários sites dentro dele. Todos os recursos (como espaço em disco, RAM, largura de banda) são compartilhados entre cada site a partir de um único pool.

No entanto, os servidores são otimizados e monitorados o tempo todo para garantir que todos os sites estejam funcionando perfeitamente.

Veja o que você precisa saber sobre hospedagem compartilhada antes de criar um blog:

VantagensDesvantagens
Mais barata e fácil de usar.Você vai compartilhar os seus recursos com outros sites.
O uptime e as atualizações do servidor são responsabilidade do provedor.Opções de configuração limitadas.
Suporte 24/7 Sem acesso root.
Recurso de autoinstalador com 1 clique para diversas plataformas

Hospedagem Cloud

Atendendo donos de empresas e projetos maiores, o serviço de hospedagem cloud visa fornecer o poder de um servidor virtual, mantendo a simplicidade de hospedagem compartilhada.

É uma plataforma sólida e confiável para começar um blog, pois você terá muitos recursos para lidar com qualquer tráfego que tiver.

Além disso, todos os recursos são dedicados a você e a mais ninguém, portanto, você terá muito espaço para o desenvolvimento do seu projeto.

VantagensDesvantagens
Recursos dedicados e endereço IPUm pouco mais caro comparado aos outros serviços
Suporte 24/7.Opções de configuração limitada
Recursos completamente dedicados a você Sem acesso root.
Recurso do autoinstalador para instalar CMS com apenas 1 clique
Você pode fazer o upgrade da hospedagem compartilhada para cloud a qualquer momento

Hospedagem VPS

VPS, sigla de virtual private server (servidor privado virtual), é uma solução única que traz mais liberdade e controle diante de tudo que vimos até aqui.

No entanto, se você não estiver familiarizado com o gerenciamento de servidores, essa solução pode ser um pouco complicada.

Se você pretende iniciar apenas um blog simples, escolher outra solução seria melhor.

Mas se você planeja mergulhar fundo e lançar muitos projetos diferentes, ter um servidor virtual permitirá que você configure o ambiente perfeito.

VantagensDesvantagens
Permite acesso root.Exige conhecimento técnico avançado.
IP dedicado e outros recursos.Conhecimentos em gerenciamento de servidores é essencial.
Oferece diversas opções de soluções com flexibilidade. Não gerenciado.
Concede muito mais controle ao administrador.Exige mais aprendizado e técnica.
Permite  alterar qualquer configuração do lado do servidor.

4º Passo: Registre um Nome de Domínio

Todo site tem um endereço e seu blog também. Escolher um nome de domínio pode ser difícil, mas é mais fácil aqui na Hostinger!

Se você escolher um plano de hospedagem por 12 meses ou mais, você ganha um registro de domínio .com; .net; .org; ou .xyz durante o primeiro ano.

Mas você também pode registrar um domínio separadamente usando nossa ferramenta de pesquisar domínio. Digite o domínio desejado na barra de pesquisa e você verá todas as opções disponíveis.

Você pode ter um domínio com as extensões populares a partir de R$ 4,00 no primeiro ano! Algumas opções:

  • .xyz
  • .online
  • .tech
  • .site

5º Passo: Instale e Configure seu Blog

Depois de escolher a hospedagem e o nome de domínio, você está a apenas um passo de alcançar o seu principal objetivo aqui.

Como apresentamos três plataformas para começar um blog, vamos ver como instalar e realizar a configuração inicial com cada um deles.

Como Criar um Blog no WordPress

Já que o WordPress é o mais popular, vamos começar por ele.

Instalação

Configurar o WordPress é bem simples. Especialmente se você estiver usando a Hostinger, acredite. Tudo o que você precisa fazer é navegar até a seção Hospedagem > Autoinstalador no painel de controle.

auto instalador hostinger

E você encontrará o WordPress.

wordpress hostinger

Clique na opção WordPress e siga os próximos passos a seguir que toda a instalação será feita sozinha.

instalar wordpress na hostinger

Painel do Administrador

Para facilitar o gerenciamento do seu blog, o WordPress fornece um painel intuitivo. Você pode acessá-lo digitando seudominio.com.br/wp-admin no navegador.

painel do administrador no wordpress

Temas

Na seção Aparência, você pode encontrar muitos temas livres e escolher um visual estiloso para o seu blog.

Se precisa de ajuda para escolher, veja nosso artigo sobre os melhores temas gratuitos WordPress.

temas wordpress

Plugins

A seção Plugins oferece uma grande biblioteca de extensões gratuitas. Entenda que plugins são como complementos que ampliam a funcionalidade do seu blog.

plugins wordpress

Ah, mas já te falei a melhor parte? Tudo isso é absolutamente grátis!

Aqui está uma lista de 3 plugins essenciais que todo blog deve ter:

  • Yoast SEO permitirá que você otimize seus posts com mais facilidade com as técnicas cas mais recentes de SEO.
  • Akismet Anti-Spam manterá sua seção de comentários limpa e livre de spam.
  • Jetpack oferece um pacote de recursos relacionados ao desempenho, segurança estatísticas e muito mais!
Criar posts e páginas do seu blog WordPress

A seção Páginas faz exatamente o que diz. Você pode usá-la para criar mais páginas em seu blog (como a página Sobre nós; Entre em contato e similares).

criar páginas no wordpress

Enquanto isso, a seção Posts será a área que vai utilizar mais, já que todos os novos posts serão criados por ali.

Para uma abordagem mais detalhada, leia nosso tutorial WordPress para iniciantes.

Como Criar um Blog no Joomla

Agora vamos ver como criar um blog no Joomla, o segundo CMS mais famoso do mercado. Instalação

No Hostinger, configurar o Joomla é “moleza”. Tudo o que você precisa fazer é seguir o assistente de instalação encontrado na seção Autoinstalador.

instalar joomla na hostinger

Painel do Administrador

Depois de instalar, abra a url seudominio.com/administrator para acessar o painel do administrador do Joomla.

painel do admnistrador do joomla

Temas

Se você acessar a seção “Temas“, poderá personalizar a aparência e o design de suas páginas.

temas joomla

Módulos

Caso você queira gerenciar funções ou recursos, a seção Módulos é o caminho.

módulos joomla

Veja uma pequena lista dos três principais plugins recomendados para os blogs do Joomla:

  • K2 é uma extensão que visa melhorar o gerenciamento de artigos com recursos e aprimoramentos extras.
  • EasyBlog é outra extensão que visa substituir o sistema de artigos padrão por um mais eficiente.
  • Komento ajuda você a gerenciar e moderar os comentários de maneira mais eficaz.
Criar posts no blog

E a parte mais importante para todo mundo que está criando um blog – adicionar novos posts. Você pode fazer isso na seção Artigos.

criar post no joomla

Está foi uma visão geral do Joomla, mas você pode aprofundar seus conhecimentos com este tutorial para iniciantes

Como Criar um Blog no Drupal

E por último, mas não menos importante, chegou a vez do Drupal. Este CMS oferece uma flexibilidade muito robusta e pode ser poderosíssimo se for usado por desenvolvedores.

Instalação

No Hostinger, você também pode configurar o Drupal sem problemas usando a ferramenta Autoinstalador disponível no painel de controle.

instalar drupal

Painel do Administrador

Após instalar, abra seudominio.com.br/user/login para acessar o painel do administrador do Drupal.

painel do admin no drupal

Temas

Para alterar a aparência e o visual do seu blog, clique na seção Appearance.

Druál aparência no painel de controle

Modules

Na aba Extension, você pode implementar novos recursos e funcionalidades com módulos.

modulos drupal

Para todo blog Drupal, recomendamos estas extensões:

  1. Barra de ferramentas de administração substitui a barra de ferramentas existente por uma mais flexível.
  2. O ShareThis permite que você compartilhe posts em várias plataformas de mídia social com mais facilidade.
  3. Efeitos de imagem permite que você adicione efeitos atrativos em imagens dos posts.
Criar posts no blog Drupal

E finalmente, a guia Content é o onde você pode criar novos posts para o blog, páginas e todo o conteúdo relacionado.

criar novo post no drupal

Para saber mais sobre o Drupal, você pode conferir nosso tutorial Drupal para iniciantes.

6º Passo: Publique o Primeiro Post

Até que enfim! Agora você sabe como criar um blog usando as três melhores plataformas CMS da internet.

Agora basta escolher qual destas opções que mais te agrada. Não precisamos dizer o quanto somos fãs do WordPress, certo?

E agora que chegou ao último passo, é bastante simples: publicar, publicar e publicar!

Como os sistemas de gerenciamento de conteúdo permitem que você crie novos posts sem muito esforço, esse é o principal foco: lançar o máximo possível de bons artigos, estamos falando de qualidade.

Considerando que no geral leva pelo menos algumas semanas até que novos posts comecem a apresentar resultados notáveis nos mecanismos de busca, quanto mais cedo você começar, melhor.

O ideal é que um blog gere tráfego e cresça com o tempo. Para isso, você precisa pensar fora da caixa e estar preparado para trabalhar duro.

É por isso que preparamos 10 das melhores dicas que mostram como começar um blog e ter sucesso!

Como Criar um Blog Gratuito?

E a pergunta que não quer calar, como criar um blog grátis, sem tirar um centavo do bolso? É simples, basta seguir os passos abaixo:

  1. Escolha o segmento do seu blog
  2. Escolha uma plataforma para criar seu blog
  3. Escolha um serviço de hospedagem grátis
  4. Escolha um nome de domínio
  5. Defina e instale a plataforma do seu blog
  6. Crie e publique o primeiro post

Criar um blog grátis é a opção ideal para projetos iniciantes e que não necessitam de tantos recursos para serem executados. Afinal, recursos limitados podem comprometer o desempenho e crescimento do seu blog.

A Hostinger é parceira da 000webhost, líder mundial em serviços de hospedagem grátis e ajuda milhões de pessoas a terem o seu primeiro projeto na internet.

Como Ter Resultados com um Blog?

Não importa o que você esteja fazendo, ter um plano bem elaborado é essencial. Isso não apenas tornará seu trabalho e os resultados mais eficientes, mas também vai te dar uma visão mais clara de onde você pode chegar com essa ideia.

A maioria dos blogs gera novos usuários por meio do tráfego orgânico. E a melhor maneira de fazer isso é através de posts de alta qualidade. Portanto, você precisa lembrar de uma regra de ouro: o conteúdo é rei 👑.

Aqui estão algumas das principais dicas para blogs que certamente trarão resultados positivos para o seu negócio:

1. Saiba o básico sobre SEO

Embora a otimização para mecanismos de busca possa parecer complicada, na verdade, é uma das melhores habilidades que você pode adquirir antes de começar um blog.

Um SEO adequado pode te deixar muito a frente da concorrência, garantindo que seu conteúdo permaneça relevante.

Aqui estão alguns dos melhores artigos para aprender SEO:

2. Faça Pesquisa de Palavras Chave

O ideal é que os posts do seu blog sejam definidos por palavras-chave e frases que as pessoas procuram ao usar os mecanismos de pesquisa, conforme a intenção do usuário.

Produzir conteúdo sem a devida pesquisa de palavras-chave é como fotografar no escuro. Você pode acertar alguma coisa, mas você não sabe exatamente o que.

Entender sobre palavras-chave, o volume de pesquisa e o conteúdo que atualmente tem o maior valor pode fornecer uma boa ideia da intenção de pesquisa do usuário. Depois que você souber essa parte, criar um post que traga resultados no blog será muito mais fácil.

Por exemplo, aqui está o crescimento do tráfego do nosso blog tutorial em conjunto com o número de palavras-chave orgânicas.

Nossas estatísticas do blog mostram que palavras-chave orgânicas e a quantidade de tráfego estão diretamente relacionadas!

Nossas estatísticas do blog mostram que palavras-chave orgânicas e a quantidade de tráfego estão diretamente relacionadas!

Portanto, fazer pesquisa de palavras-chave é um “dever de casa” importante que todo mundo que pesquisa como criar um blog deve se atentar.

E para a sua felicidade, existem diversas de ferramentas e recursos gratuitos que podem ajudá-lo. Comece com essas aqui:

3. Faça análise dos seus competidores

Para novos blogs pode ser difícil encontrar a direção correta. Mas isso pode ficar mais fácil se tiver um bom exemplo à sua frente.

Pesquisar os blogs com os melhores desempenhos na sua área é uma ótima maneira de encontrar novas idéias para o seu próprio site.

Em primeiro lugar, faça uma lista de 5 a 10 blogs ou sites que são muito bem ranqueados em seu nicho. Em seguida, use ferramentas como SimilarWeb para gerar um relatório.

relatorio de site no similarweb

Embora a versão gratuita forneça estatísticas limitadas, você ainda pode ver dados como as 5 principais palavras-chave orgânicas e pagas deles. Depois de concluir a pesquisa, você terá uma visão muito mais clara de conteúdo para o seu blog.

4. Tenha uma estratégia de conteúdo

Pegue uma planilha simples e faça um brainstorming sobre ideias de artigos em potencial. Comece com tópicos mais amplos e vá até assuntos mais específicos. Se você já tiver mais conhecimento em uma área específica, priorize-o.

Grandes resultados não vão chegar de uma hora para outra, então a disciplina será seu novo melhor amigo. Tente definir prazos para publicação de artigos e monitorar seu progresso.

Procure encontrar o equilíbrio ideal entre qualidade e quantidade. Em seguida, atente-se ao seu plano e também separe tempo para analisar os resultados.

5.  Crie uma conta nas redes sociais

Construir uma presença online é importante, especialmente se você vai criar um blog sozinho. As plataformas de mídia social tornam essa tarefa muito mais simples.

perfil da hostinger no twitter

Em primeiro lugar, estar nas redes sociais vai aumentar o seu engajamento com o usuário. Você pode notificar as pessoas sobre novos artigos, planos e atualizações.

É também uma maneira incrível de se familiarizar com seus leitores, com as necessidades deles. Um erro crucial que muitos novos projetos cometem é ignorar seu público e suas necessidades.

Com um perfil no Facebook e no Twitter, você pode receber feedback de seus leitores diretamente. E à medida que você cresce, pode receber ofertas comerciais ou oportunidades para ganhar dinheiro com isso.

Dependendo do conteúdo que você produz em seu blog, as plataformas de mídia social podem também atrair novos leitores. Não se trata apenas de reunir seu público atual. Conforme as pessoas compartilham seu conteúdo, mais e mais pessoas serão provocadas a “dar uma olhadinha”.

6. Faça guest posts

Depois de lançar seu blog, uma das tarefas mais difíceis será fazer com que as pessoas o notem. Os concorrentes já famosos estarão no seu caminho e você precisará de muito tempo para estar entre os primeiros resultados do Google.

No entanto, existem maneiras de tornar essa jornada menos instável e fazer guest posts é uma delas.

O guest posting é uma prática que muitos blogueiros, escritores e donos de empresas fazem regularmente.

A ideia básica é publicar um conteúdo com um link para o seu blog em outro site. Os maiores benefícios que você irá ter são:

  • Impulsionar o SEO devido a links de outros sites.
  • Um rápido aumento no tráfego direto/ orgânico.

Se você se interessou pelo assunto, confira este estudo de caso sobre blog no Ahrefs.

7. Implemente o Google Analytics

Monitorar o seu tráfego é uma parte essencial da construção de um blog de sucesso.

Conhecer seu público-alvo e o que eles querem do seu site vai te levar alguns passos à frente, acredite.

E a melhor ferramenta para fazer este trabalho é o Google Analytics. O GA rastreia seus visitantes, seu comportamento, fornece dados e muito mais.

exemplo do google analytics

O que é mais incrível é que este software é totalmente gratuito! Isso significa que todo webmaster pode descobrir com facilidade mais informações sobre seus leitores.

Se você planeja criar um blog usando o WordPress, nosso guia detalhado sobre como configurar o Google Analytics é exatamente o que você precisa.

8. Avise o Google quando publicar um novo conteúdo

Milhares de novos sites são criados diariamente. E o número de novos posts e artigos deve estar na casa dos milhões.

Com tanta coisa acontecendo, pode levar um tempo até que o Google e outros mecanismos de pesquisa comecem a indexar seu novo conteúdo. Mas há um ótimo atalho que você pode pegar para acelerar as coisas!

Adicionar seu site ao Google Search Console vai permitir que:

  • Monitore o desempenho do seu blog.
  • Receba alertas em caso de erros no site.
  • Use várias ferramentas de teste.
  • Acesse material de aprendizagem aprofundado.

E, mais importante, você poderá enviar novos post no blog e ainda forçar o Google a rastreá-las.

buscar como o google

9. Faça backlinks.

Se você deseja estar entre os primeiros resultados da pesquisa do Google, os backlinks são algo que você precisa levar a sério.

Na verdade, é um dos fatores de classificação mais importantes que o Google leva em consideração ao avaliar sites.

Embora os novos blogs devam se concentrar na produção de conteúdo e no aprimoramento das páginas existentes, chegará a um ponto em que você terá vários conteúdo de alto nível em mãos.

Na maioria das vezes, mesmo o conteúdo da mais alta qualidade pode não ter chance no Google SERPs se você não trabalhar com backlink.

Felizmente, existem muitas maneiras comprovadas para fazer backlinks. Aqui está um bom artigo para te ajudar:

10. Paciência é o segredo.

Uma coisa importante para lembrar: criar um blog é um investimento a longo prazo. Assim como em qualquer nova atividade, você vai precisar de tempo e esforço para ver resultados significativos.

Em primeiro lugar, o Google precisar começar a reconhecer a existência do seu blog. Muitos especialistas em SEO afirmam que leva um tempo antes que o conteúdo comece a causar impacto (também chamado de Google Sandbox).

Então, se você realmente quiser ter sucesso, paciência é o caminho. Espere pelo melhor, mas esteja preparado para o pior, e você certamente chegará lá.

11. Adicione CTAs (Call to actions)

Esta dica pode abranger qualquer ação que você deseja que os seus leitores executem. Pode ser assinar uma newsletter na sua lista de mailing, ler alguma outra postagem, comprar um produto, fazer um upgrade, etc.

Cada post do seu blog vai se beneficiar de ter ao menos um CTA. Nem que seja para algo simples como pedir para os seus leitores comentarem numa publicação.

12. Fique de olho nos tempos de carregamento do seu blog

Você vai querer que as páginas do seu blog carreguem num dentro de um tempo aceitável. Os tempos de carregamento não apenas são um fator no ranking dos sites de busca, como também podem fazer você perder leitores e público em potencial – se o seu site não carregar ou demorar muito para aparecer na tela.

É possível ver o quão rápido o seu blog carrega usando ferramentas de teste de página como o Pingdom ou o GTmetrix.

Se você precisar otimizar as suas páginas para acelerar as coisas, aqui vão algumas dicas: verifique os tamanhos das suas imagens, considere colocar algum plugin em cache ou escolha uma hospedagem mais rápida.

13. Faça manutenção do seu site

Manter o seu site atualizado pode resultar no seu sucesso ou no seu fracasso. A maioria dos usuários vai preferir ler um artigo num site que funciona perfeitamente, ao invés de escolher um que apresenta erros e plugins que não funcionam.

Então não se esqueça de atualizar o seu CMS, os seus plugins e os seus temas. Crie um cronograma para fazer backup do seu site e veja se não há links quebrados nos seus posts mais antigos. Também otimize o seu banco de dados para manter os seus artigos atualizados e com as informações corretas.

14. Auditorias de Conteúdo

Além de manter o seu site atualizado, fazer auditorias de conteúdo também é uma ótima maneira de dar um facelift nele. Uma boa ideia é conferir as suas publicações de blog passadas regularmente. Continue melhorando-as para que o seu conteúdo sempre tenha a melhor e mais correta informação o tempo todo.

Você pode juntar publicações que são similares e até mesmo deletar os posts que você não quer mais. Também dá para definir redirecionamentos 301 ou colocar no ar outras páginas de erros. E não se esqueça de remover todos os links que estão quebrados.

Ferramentas e Recursos para Blogs

Promover atualizações para postagens de blog com regularidade pode ser um trabalho tedioso, especialmente quando você está procurando por imagens, editores ou ajuda organizacional. Mas não se preocupe, aqui estão algumas ferramentas para blogs e recursos que podem ajudar a facilitar o processo.

Imagens

Imagens definitivamente trazem benefícios para o seu blog. Além de trazer um apelo visual para as suas publicações e atrair os leitores, elas também pode ajudar com SEO.

Dependendo da plataforma que você usar para criar o seu blog, você pode adicionar títulos, descrições, tags e alt text para as suas imagens. Não se esqueça de inserir palavras-chave relevantes para que os mecanismos de busca possam encontrá-las.

Se você tem uma biblioteca de fotos limitada, o Unsplash possui mais de um milhão de imagens em alta resolução que são gratuitas para baixar e usar. As fotos estão disponíveis para uso pessoal e comercial. Não é necessário se cadastrar e nem fazer upgrade para um plano pago.

O mesmo vale para o Pixabay e para o Life of Pix. Você pode conferir esses três sites e encontrar imagens que sejam úteis para o seu blog.

Contudo, uma das desvantagens de usar fotos gratuitas é que outros sites também podem obtê-las facilmente. Se você preferir imagens autenticamente premium, o site Death to Stock é o que você está procurando.

Você pode comprar pacotes de fotos individuais que vão de US$ 99 para uso pessoal até US$ 299 por uma licença comercial. Ou você pode assinar o plano Brand por US$ 12/mês, que são pagos anualmente – essa opção possui um teste gratuito de 14 dias. Você vai receber pacotes diferentes todos os meses e terá uma licença para fazer o que quiser com as imagens.

Recursos de design

Ter um blog visualmente atrativo é essencial se você quer atrair a atenção dos leitores à primeira vista. Por sorte, hoje em dia não é necessário ter conhecimento prévio ou habilidades específicas de design para criar um blog que seja lindo e atraente.

Canva

Uma ferramenta de design que é gratuita e nós recomendamos é o Canva. Antes de você começar, visite a escola de design deles, onde você pode encontrar cursos e tutoriais gratuitos sobre os básicos de design e de construção de marca.

Tanto o  painel de controle de administrador quanto o editor são amigáveis para os usuários. A empresa também fornece diversos templates – para posters, logos, infográficos, sites, posts de redes sociais e mais. Você também pode começar um design a partir do zero, se desejar.

Cada elemento é customizável e você tem liberdade criativa, então as possibilidades são imensas. Você também pode suar o Canva em qualquer lugar e a qualquer momento, já que ele possui um aplicativo para dispositivos móveis. Contudo, ele não tem opções de edição tão robustas quanto a versão para desktop.

Há uma página de suporte, para caso você precise de ajuda para usar o Canva – não importa se for na versão para computador ou na mobile.

O plano gratuito vem com 1GB de armazenamento mais milhares de templates, fotos e gráficos. Você também pode exportar os seus desenhos em PDF, PNG e JPG. O aplicativo também permite colaboração em equipe.

Visme

O Visme é outra alternativa de ferramenta para design. Ele é versátil e permite que você crie posts com alto potencial de engajamento em alguns minutos. Pode ser infográficos, banners de blogs, gráficos para redes sociais, tabelas, vídeos e mais.

São milhares de templates e ícones customizáveis, além de milhões de fotos stock para você escolher.

Além disso, o editor é intuitivo. O Visme usa um recurso simples de arrastar e soltar, e ainda oferece controle granular. Há também a opção de incorporar conteúdo externo e de animar os seus designs.

Você pode criar até cinco projetos com o plano gratuito e obter 100 MB de armazenamento. Os templates são limitados e você só pode baixar arquivos como JPG. Os planos premium variam entre US$ 14 e US$ 25/mês (valor pago anualmente), se você precisar de recursos adicionais.

The Noun Project

Se você está buscando ícones, o Noun Project é um ótimo lugar para começar. Ele possui uma seleção de mais de dois milhões de ícones. Não há necessidade de se cadastrar. Simplesmente procure o tipo de ícone que você precisa.

Você pode baixar ícones em preto e branco com uma licença Creative Commons gratuitamente. Ou você pode comprar os ícones que desejar por US$ 2,99 cada, obtendo assim a licença livre de royaties.

Pixlr

O Pixlr é um editor de fotos online com ferramentas impulsionadas por inteligência artificial, permitindo que você faça edições de maneira mais fácil e simples. Um exemplo é o recurso AI Cutout, que pode remover os fundos e partes indesejadas das suas imagens com apenas um clique.

A plataforma vem com dois tipos de editores. O  Pixlr X é para aqueles que são novos na edição de fotos e preferem uma interface simples e direta, com edições rápidas e até divertidas.

Para edições de imagem avançadas e detalhadas, você pode escolher o Pixlr E. Essa é uma opção elegante e com navegação intuitiva. 

A versão mobile do Pixlr também está disponível, para que você possa editar imagens quando está na rua. Ela possui um plano gratuito com recursos limitados, ferramentas de edição básicas e propagandas. Faça upgrade para o plano Premium por US$ 3,99/mês para ter recursos avançados e se livrar das propagandas.

PicMonkey

O PicMonkey é não apenas um editor de fotos premium, como também é uma ferramenta de design. Ele permite que você retoque imagens, adicione textos e aplique filtros ou efeitos. Todas as mudanças promovidas são salvas online automaticamente.

Ele possui milhares de elementos de design como gráficos, fontes e texturas – que você pode usar para criar logotipos, propagandas, anúncios, infográficos e mais. Se você não quiser criá-los a partir do zero, há templates customizáveis e telas em branco pré-definidas para você começar.

O PicMonkey também está disponível para iOS e Android, o que faz com que ele seja acessível em qualquer lugar e a qualquer momento. A ferramenta vai custar a você ao menos US$ 72/ano, com um período de testes gratuito de sete dias. Ela vem com 1GB de armazenamento em nuvem e uma vasta biblioteca de fontes de ponta – além de trazer efeitos, ferramentas e templates premium.

Google Docs e Google Agenda

Pode ser difícil para uma equipe inteira gerenciar e contribuir num único blog. Uma ferramenta colaborativa bastante útil é o Google Docs. É um processador de texto online e gratuito, onde você pode criar, editar e compartilhar documentos.

Os membros da equipe podem deixar comentários ou sugestões no mesmo documento e em tempo real. Também há um recurso de histórico de revisões, onde você pode ver todas as mudanças feitas num documento, e quem as promoveu. Adicionalmente, há um modo offline e um aplicativo disponível para iOS/Android para que você escreva quando está na rua.

O Google Agenda também é útil para criar um calendário e uma linha do tempo editorial. Você pode definir deadlines e outros cronogramas para então compartilhá-los com os seus colegas de equipe. Ele também é integrado com o Meet, o que significa que você sempre está a um clique de organizar uma reunião por áudio ou vídeo.

Apps de captura de tela

Quando você está escrevendo análises ou tutoriais no seu blog, há momentos em que você precisa tirar capturas de tela para explicar melhor algumas coisas.

Lightshot

O Lightshot é um software de captura de tela gratuito disponível para Mac, Windows, Chrome e outros navegadores populares.

Ele é bem simples e direto de usar. Você pode tirar screenshots de qualquer tamanho com apenas alguns cliques, copiá-los para a área de transferências ou salvá-los. A ferramenta também vem com um editor.

FastStone Screen Capture

Se você precisa de um gravador de tela, o FastStone Screen Capture pode ser útil. Você pode gravar atividades na sua tela com uso de voz e os movimentos do mouse, e salvá-los como arquivos WMV compactados.

As capturas de tela também podem ser salvas em oito formatos, incluindo PNG, JPEG, PDF e GIF. A ferramenta proporciona um editor cheio de recursos, que pode ser usado para adicionar anotações, marcas d’água, aplicar efeitos e mais. Você também pode fazer upload de arquivos diretamente para o seu blog.

Contudo, o FastStone Screen Capture possui apenas um período grátis de 30 dias de testes e a licença vitalícia custa US$ 19,95.

Snagit

O Snagit também é uma solução premium. Ele possui uma tela de rolagem única para capturas de tela, que você pode usar para capturar longas páginas da internet – tenham elas rolagem vertical ou horizontal. A ferramenta suporta captura de tela, da webcam e gravação de áudio. Você pode cortar os clipes ou transformá-los em GIFs.

Não apenas você pode extrair texto das suas capturas de telas, mas também é possível editar textos. Substitua as palavras e mude as cores, o tamanho e as fontes sem redesenhar a imagem.

Essa ferramenta de captura de tela – que também é um software de gravação – oferece um período de teste grátis de 15 dias e uma taxa única de US$ 49,95.

Revisão ortográfica e gramatical

Para atrair as pessoas a lerem os posts do seu blog, você precisa oferecer um conteúdo legível e de alta qualidade. É importante garantir que ele esteja livre de erros gramaticais e ortográficos. Frases longas e difíceis de compreender também devem ser simplificadas.

Grammarly

O Grammarly é um dos programas de assistência de escrita mais populares do mercado. Sua ferramenta impulsionada por IA pode corrigir os seus erros e melhorar o seu estilo de escrita em minutos. O Grammarly é bastante simples de usar, basta copiar e colar o seu texto e ele fará todo o trabalho por você.

Desde simplificar frases prolixas até corrigir a falta de artigos, esse programa percebe até mesmo os menores erros. E você sempre conferir as sugestões de como corrigi-los.

Ele também traz explicações para você entender quais são os erros e não repeti-los novamente. A ferramenta pode ser integrada a qualquer processador de palavras e você pode instalá-la no seu navegador para usar com seu email ou rede social.

Você pode usar o serviço de graça, mas ele apenas confere ortografia, gramática e pontuação. Ao fazer upgrade para a versão Premium por US$ 11,66/mês, você pode ter checagens de clareza, engajamento, entrega de conteúdo e de plágio.

Ginger

O Ginger checa a sua gramática, ortografia, pontuação e dá sugestões de diferentes maneiras para você frasear as suas sentenças. Ele também exibe sugestões de palavras conforme você escreve.

Para ter uma perspectiva diferente, ouça como fica o seu conteúdo em fala ao usar o leitor de textos. Ele também providencia sessões de prática baseadas em seus erros, para que você possa melhorar ao longo do caminho.

Além disso, o Ginger também pode traduzir o seu texto para 40 idiomas. Ele está disponível no Safari, Chrome, Mac, Windows, iOS e como um teclado no Android.

Você pode usar os seus revisores de gramática e de ortografia – assim como o seu proofreader de graça. Mas há um limite de 450 caracteres. Para usar o software completo, o custo é de US$ 7,49/mês cobrado anualmente.

Hemingway Editor

O Hemingway Editor é um ótimo site para garantir que o seu post esteja legível e compreensível.

Sua versão online detecta advérbios, voz passiva, frases com alternativas mais simples e frases difíceis ou muito difíceis de ler. Ele também exibe um placar de legibilidade com base em notas no canto superior direito da página.

Há uma versão Premium para desktop que custa US$ 19,99. Ela deixa você usar o Hemingway sem ter uma conexão à internet. Você também pode publicar os seus posts editados diretamente no Medium ou no WordPress, ou exportá-lo para quaisquer processadores de palavras.

Online Correction

O OnlineCorrection é outra ferramenta gratuita que destaca erros básicos e simples de gramática. Ele também oferece sugestões sobre como editá-los, ou você pode escolher o modo de auto-correção.

Além de inglês, ele suporta sete outras línguas, como alemão, francês e russo. Ele inclui até mesmo dialetos desses idiomas. Contudo, tenha em mente que há um limite de caracteres.

Organização de Equipe

Se você tem uma equipe trabalhando no seu blog, é essencial se comunicar regularmente com eles para se manter atualizado do progresso.

Slack

O Slack é uma ótima ferramenta de comunicação, que possui versões da web, desktop e mobile. Ele suporta mensagens instantâneas para chats privados ou canais de equipe. Contudo, pode levar algum tempo para você se acostumar com a interface, já que ele traz muitas opções e configurações.

Através do Slack, você pode compartilhar vários arquivos do seu computador ou do Google Drive. Também há recursos para compartilhamento de tela e chamadas de áudio ou vídeo. As notificações também podem ser personalizadas com base nas suas necessidades.

Mais do que isso, o Slack também pode ser integrado com mais de 2.000 apps, incluindo Gmail, Trello, Google Agenda e Office 365. Seus dados e informações são protegidos usando autenticação de dois fatores e single sing-on baseado em SAML (SSO).

A versão gratuita possui recursos suficientes para você começar, incluir canais ilimitados, conversas individuais e compartilhamento de arquivos. Se você precisar de armazenamento extra, chamadas em grupo, segurança e mais, o plano Standard custa US$ 6,79 por pessoa/mês.

Asana

O Asana é uma ferramenta de colaboração com um painel de controle visualmente atrativo. Ele suporta comunicação em tempo real e múltiplos espaços de trabalho. O recurso de arrastar e soltar também é usado para uma fácil navegação.

A plataforma permite que você crie uma lista de tarefas a fazer e as atribua em painéis. Para criar um calendário editorial e rastrear o progresso, você pode usar a Timeline e o Calendar. Também há o recurso Workload, onde você pode ver as tarefas de cada membro. 

Ele suporta integração com diversos aplicativos, como Slack, Office 365, Power Bi, Tableau e mais. Também faz uso de automação para economizar tempo ao simplificar processos e reduzir erros. Para maior segurança, o Asana é certificado com SOC 2 Type II.

Você pode colaborar com até 15 pessoas de graça. Contudo, para ter relatórios avançados e ferramentas de gestão, faça upgrade para o plano Premium por US$ 10,99 por usuário/mês, com um teste gratuito de 30 dias.

Trello

Se você está procurando por uma ferramenta de gestão de projetos com colaboração online, o Trello é a solução. Ele é baseado em painéis, listas e cartões de tarefas com um recurso de arrastar e soltar. Além disso, a interface de usuário é intuitiva.

Você pode criar painéis do zero ou usar um template. Eles também podem ser definidos como privados, em equipe, para toda a organização ou públicos. Além disso, você pode personalizar os seus boards com um plano de fundo e uma cor. Os membros da equipe podem ser convidados através dos seus nomes de usuário, links e emails.

Os cartões podem receber rótulos, checklists e datas de entrega. Atribuir membros para cartões requer apenas um simples clique. Há integrações por add-on e através de power-ups. Conecte o Trello ao seu Google Drive, Slack, Dropbox e mais.

Ele possui uma versão freemium com painéis pessoais ilimitados, listas e cartões. Para painéis ilimitados de equipes e power-ups, você precisa assinar pelo menos a Business Class, que custa US$ 9,99 por pessoa/mês.

Grupos online

Como um blogueiro, uma estratégia inteligente é engajar com leitores e seguidores. Criar grupos online para o seu blog é um excelente método de começar uma comunidade e interagir com ela.

Ao mesmo tempo, você pode compartilhar o seu blog e encorajar as pessoas a visitá-lo. Além disso, você pode ter mais insights sobre o seu público-alvo.

Grupo no Facebook

Comece as coisas com um grupo no Facebook. Até 2021, a Expectativa é de que o número de usuário do Facebook vai crescer para 1,69 bilhão no mundo todo. Então, se o seu grupo é ativo e está engajado, é mais provável que os seus posts vão aparecer nos feeds de outras pessoas.

Tenha em mente que há três configurações de privacidade para grupos no Facebook. Você pode querer fazer com que eles sejam Públicos, Privados ou Visíveis.

Com grupos Públicos, qualquer um pode ver os posts e atividades. Existe uma chance de que o seu blog vai atrair novos usuários e seguidores. Contudo, você precisa ficar de olho no que está acontecendo no grupo e garantir que as discussões sejam sobre o seu grupo e o seu blog.

Se você escolher Privado ou Visível, você precisa aceitar membros manualmente, e só eles podem saber o que está acontecendo no grupo. Você tem mais controle, e não se preocupe: o seu grupo ainda vai aparecer nas buscas.

LinkedIn

O LinkedIn também permite que você crie grupos. Apesar da plataforma não ser tão grande quanto o Facebook, o LinkedIn possui cerca de 690 milhões de usuários e continua crescendo.

Como é uma plataforma profissional, você não apenas terá leitores em potencial, como as empresas na mesma indústria também pode estar interessadas em colaborar com você.

Além disso, o LinkedIn oferece recursos de gestão de comunidades. Uma vez por semana, você pode mandar um email de atualização para os seus membros. Eles também vão receber um resumo diário ou semanal das atividades do grupo.

Há também o Manager’s Choice, que é um espaço no topo do grupo onde você pode deixar certas discussões fixas.

Reddit

O Reddit é um excelente lugar para compartilhar os posts do seu blog. Com mais de um bilhão de visitas mensais, ele vai lhe dar uma exposição que pode gerar tráfego.

A plataforma consiste em milhões de comunidades de vários tópicos chamados subreddits. Qualquer um com uma conta pode começar um deles, mas lembre-se de seguir a política de conteúdo.

Como o moderador de um subreddit, você pode filtrar os tipos de posts que são permitidos por lá. Dá para remover conteúdo inapropriado e banir usuários da comunidade, se for necessário. Mais do que isso, você pode até personalizar a aparência do sub.

Contudo, tenha em mente que, diferentemente de outras redes sociais, o Reddit tem um sistema de votos negativos. Isso pode ter desvantagens, já que muitas pessoas podem decidir marcar seu conteúdo como “não gostei”.

Agendamento de Redes Sociais

Uma maneira de promover as publicações nos seus blogs é através de plataformas de redes sociais. Contudo, você pode ficar sobrecarregado se tiver que gerenciar diversas redes sociais, além do seu blog.

Hootsuite

O Hootsuite é uma solução onde você pode gerenciar vários perfis de redes sociais numa única plataforma. Ele permite que você agende e publique postagens nos canais certos em determinados momentos. Com essa ferramenta, também é possível rastrear campanhas de redes sociais e monitorar o seu desempenho.

Existe um plano gratuito, mas ele só permite que você gerencie três perfis de redes sociais, agende até 30 posts e integrar o Hootsuite com aplicativos básicos.

Se você tem dez ou mais contas de redes sociais, será necessário fazer upgrade para um dos planos premium. O preço parte de US$ 19/mês com um período de testes gratuito de 30 dias. Você pode publicar posts ilimitados e ter acesso a métricas de desempenho para melhores insights.

Buffer

O Buffer é uma alternativa. Você pode criar conteúdos para diversas redes sociais e publicá-los a partir de um simples painel de controle de admin. Ele permite que você faça um cronograma para cade rede social – e também dê uma olhada na sua linha do tempo através da sua agenda.

Essa ferramenta também é útil para o marketing do Instagram. Você pode incluir um primeiro comentário na hora de agendar postagens, e isso pode ajudar com que você direcione tráfego para o seu blog a partir da bio do seu Instagram. Também vão aparecer lembretes para quando for a hora de você publicar.

Apesar dele não ter uma versão freemium, você pode testá-lo por 14 dias. Não é necessário cadastrar um cartão de crédito. O plano básico custa US$ 12/mês com pagamento anual. Com isso, você pode gerenciar oito redes sociais e agendar 100 publicações para cada uma delas.

Mantenha o Foco

Escrever pode ser um trabalho tedioso quando você o faz por um longo período de tempo. Você pode acabar desviando do seu cronograma ou do seu plano original por causa de diversas distrações. Mas não se preocupe, pois há algumas ferramentas que podem ajudar você a gerir seu tempo de maneira efetiva.

E.gg Timer

O E.gg Timer é um software de timer de contagem regressiva que é gratuito, simples e direto que é útil para a sua gestão de tempo.

Na hora de escrever, é importante tirar intervalos. Essa ferramenta permite que você defina timers customizados ou use aqueles que já estão prontos – uma hora, sistema Pomodoro, rotina matinal e mais. As opções também estão disponíveis para tipos de alertas, volumes e caixas de pop-up.

Toggl

O Toggl é uma excelente e abrangente ferramenta de gestão de tempo e proatividade. Ele não apenas rastreia o seu tempo como também pode ser usado como um calendário editorial.

Com o seu plano freemium, você pode definir opções de um clique para eficiência, definir lembretes e integrar o Toggl com mais de 100 apps online, incluindo a sua agenda. Ele também possui um sistema de reports que permite que você exporte os seus dados de rastreamento para PDF, Excel e CSV.

Também existe um painel de controle do projeto, que é onde você pode criar as linhas do tempo do projeto e rastrear o seu progresso. O que é ótimo é que o Toggl está disponível para desktop, iOS, Android e Chrome.

Conclusão

Parabéns! Agora você conhece todas as etapas necessárias para saber como criar um blog e ter sucesso online. Agora é a hora de começar, então o que você está esperando? Fique online com a Hostinger ainda hoje!

E se você tiver outras dúvidas, perguntas ou dicas relacionadas a blogs, use os comentários abaixo para falar conosco!

O Autor

Author

Ariane G. / @arianegoncalves

Ariane é SEO Manager na Hostinger Brasil e está há três anos na "casa" atuando com os times de conteúdo, localização e SEO. Formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo, mantém o compromisso diário de contar para todo mundo o poder transformador da internet aqui, no blog da Hostinger.

Tutoriais relacionados

Author

Eleva Brasil Responder

março 01 2019

Ótimo artigo, bem completo mesmo, muito obrigado Ariane por compartilhar.

    Author

    Ariane G.

    Respondido em março 06 2019

    Ei, obrigada pelo feedback 🙌

Author

Fernando Responder

março 17 2019

Estou gostando muito do seu site/blog, vou continuar seguindo e compartilhando esses conhecimentos. Obrigado por compartilhar também essas dicas.

    Author

    Ariane G.

    Respondido em março 18 2019

    Oi, Fernando. Que bom que estamos ajudando, esta é a nossa missão! Sucesso pra você! ;)

Author

Mundo Feminino Responder

março 23 2019

lá td bem? Amei seu post,seu conteúdo esta muito bom. Vou acompanhar o blog ,Sucesso :)

    Author

    Ariane G.

    Respondido em março 25 2019

    Oie! Que bom que gostou 🙌 Sucesso pra você também!

Author

pintura predial Responder

março 29 2019

gostei muito do post,vou acompanha o seu blog este tipo de conteudo tem mim ajudado muito

    Author

    Ariane G.

    Respondido em abril 03 2019

    🙌

Author

Gaspar Kuhema DaSilva Responder

agosto 02 2019

Ora bem! gostaria dizer que gostei muito do vosso site, e que na verdade ajudou-me bastante a superar várias anomalias. Muito obrigado!!!!!!!!

Author

Victória Responder

outubro 01 2019

Adorei o passo a passo e as dicas de SEO!

Author

Monique Responder

janeiro 02 2020

Depois de ler vários conteúdos sobre o tema, esse, sem sombra de dúvidas, foi o mais claro, esclarecedor e completo. Obrigada!

Author

Wanessa Responder

fevereiro 18 2020

Oi Ariane, amei o conteúdo! Beijo!

Author

helio toscano Responder

março 31 2020

achei ótima a apresentação de como criar um blog, simples e clara, parabens

Author

Rafael Muchanga Responder

maio 15 2020

Gostei e tomei conhecimento de como fazer algo bom e melhor para o presente e futuro. Irei usar desta plataforma com Sucesso.

Author

Daniel Nhanga Responder

agosto 01 2020

Voce inspirou me a tanto a criar um Blog obrigado mesmo...

    Author

    Andrei L.

    Respondido em agosto 04 2020

    Oi, Daniel! Sucesso aí com seu blog!

Author

Layza Responder

agosto 02 2020

Muito legal!

Author

Ygo Cordeiro Silveira Responder

agosto 14 2020

Nossa ! que tutorial completo e engajado. Gosteiii bastante, realmente deixa todo o processo claro e fácil e ainda por cima deixa vários links com outras dicas. Parabéns !!

Deixe uma resposta

Comentar*

Nome*

Email*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça parte da Hostinger agora!