Wordpress

Como se tornar um desenvolvedor WordPress

wordpress-1

Com mais de 76 milhões de usuários, WordPress é a mais popular CMS (Content Management System – Sistema de gerenciamento de conteúdo) na internet. Sempre haverá pessoas procurando por desenvolvedores WordPress para melhorar seus sites. Modificar WordPress envolve a escrita de um código independente que interage com o código principal do WordPress. Se fizer algo de errado, o código inteiro permanece intocado, assim você pode testar o quanto quiser sem ter que reinstalar o software do WordPress. Você pode compartilhar seu trabalho gratuitamente no depósito do WordPress ou monetiza-lo em seu próprio website ou mercado privado.

Neste tutorial, nós vamos tentar destacar tudo que vai precisar aprender para se tornar um desenvolvedor WordPress.

Conteúdos:

Quais Softwares Você Vai Precisar?

O Que posso Criar/Desenvolver?

O Que Preciso Saber?

Exemplos de Normas de Codificação do WordPress

Licenciamento de Temas e Plugins

Criando um Site WordPress para um Cliente

Conclusão

Quais Softwares Você Vai Precisar?

O Que posso Criar/Desenvolver?

Você pode modificar a aparência de seu site o quanto quiser, o comportamento principal de seu site, os painéis de administração, e muito mais. Com o conhecimento avançado de qualquer linguagem de codificação, você pode criar uma nova página de perfil de usuário, ou um painel de controle de administrador totalmente novos. O que você pode fazer é limitado apenas pelo seu próprio conhecimento e vontade de aprender.

Você pode criar:

  • Temas – O aspecto e a sensação do site;
  • Plugins –  Muda ou extende o comportamento do WP;
  • Widgets – Aparece nas barras laterais e apresentam informações específicas;
  • Sites completos do WordPress – Combinando temas, plugins e codificação personalizada  para criar um site baseado nas necessidades do cliente.;
  • Novas aplicações que usam o WordPress como Backend, usando a REST API;

Criando Temas

wordpress-2

Os temas definem o layout e design dos sites WordPress. HTML5, CSS3, e o princípio do design responsivo são muito importante para websites mais modernos. Os temas fazem uso de variadas funções principais do WordPress, então o conhecimento básico de PHP é altamente recomendado.

Tutorial Recomendado:

Os Temas efetivamente ocupam o topo do WordPress. Informações como o título e o conteúdo de uma postagem são exibidas através da escrita de códigos específicos do PHP no HTML.

Criando Plugins

wordpress-3

Plugins modificam o comportamento do WordPress sem tocar no código fonte. Como o PHP é muito utilizado é necessário entender como chamar e escrever às funções necessárias. Estes são códigos independentes que interagem com o WordPress usando funções providas pelo código principal.

Tutorial Recomendado:

Você pode adicionar novas funções como, remover funções padrões, alterar o conteúdo das informações antes de serem exibidas, como adicionar um texto a um título do post. Etc. Qualquer mudança no comportamento da página do WordPress deve ser feita criando um plugin, o usuário deve ser capaz de desabilitar o plugin e ter seu website ainda funcionando perfeitamente sem erros.

O que preciso saber?

O núcleo do WordPress foi criado usando linguagens de programação comuns PHP e SQL. A representação front-end é uma combinação das linguagens HTML e CSS, JavaScript, JQuery, e AJAX. Você pode usar qualquer uma dessas linguagens para modificar o WordPress. Vamos olhar mais de perto em cada um deles.

HTML, de preferencia HTML5

O HTML semanticamente válido é necessário por causa da experiência do usuário. Um HTML válido assegura que seu site seja bem posicionado em todo dispositivo. Se seu código não estiver válido alguns navegadores podem não compreender o código corretamente o que fará com que partes de seu conteúdo seja mal exibido.  Escrever um HTML válido significa usar os códigos com a exata sintaxe, sintaxe se refere a estrutura geral do documento, em ordem dos elementos do HTML, o alinhamento correto e formatação correta dos atributos. Um documento HTML deve ser estruturado na ordem correta começando com a declaração do DOCTYPE, tags de abertura <html>, então uma seção de cabeçalho com o metadado do documento, como o título de cada página, uma seção de corpo, e finalmente encerrando com a tag de encerramento </html>. Os elementos HTML contém regras para o que é permitido dentro dele. Tags de parágrafo podem ter conteúdo de fraseamento (inline) dentro deles, como <b> (bold), <or> (italics), <a> (links), etc, eles não podem conter elementos de fluxo (blocos), como <ul>,<div> etc. isso é diferente para cada elemento.

Recursos úteis:

CSS3 e Design Responsivo

Folha de estilo em cascata (CSS) são utilizadas para estilizar sua página e conteúdo, de cor da fonte de texto até cor do plano de fundo, você é capaz de controlar qualquer parte de seu site. Você pode fazer modificações significativas em pouquíssimo tempo que são aplicadas em todo site. Nos Estados Unidos aproximadamente 71% do tráfego de internet é decorrente do uso de aparelhos móveis. Então se assegurar que o layout se encaixe perfeitamente em todo tipo de dispositivo é extremamente importante. A Pesquisa de Mídia permite você definir como cada parte de sua página irá se comportar dependendo do tamanho e o tipo de tela que será usada para exibir a página.

Recursos úteis:

PHP

PHP (Hypertext Preprocessor) é um uma linguagem de código que utiliza paginas dinamicas. WordPress é construido no PHP junto com MySQL.

PHP cuida das tarefas em segundo plano como encontrar uma postagem na base de dados, e o  HTML é utilizado para apresentar o resultado do script PHP após ter completado sua tarefa.

Às ferramentas mais comuns do PHP que você vai usar são:

  • Variáveis – Utilizadas para conter informação como linhas de textos ou números;
  • Arrays – uma coleção de informações que são designadas a uma variável;
  • Funções – utilizado para completar uma tarefa e então dar um resultado que pode ser utilizado depois, esse resultado pode ser designado para uma variável.;
  • Condicionais – se 1==1 for  verdade faça algo,se 1==1 é false faça outra coisa;
  • Comparador de operações – utilizado para comparar valores uns com os outros, se houver uma diferença entre =, ==, e  ===. Isso pode afetar o resultado da declaração condicional;

Classes PHP

Para o OOP (Object Oriented Programming), o conhecimento das classes do PHP é necessário. As Classes permitem que as variáveis e funções que estão relacionadas permaneçam perfeitamente em seus lugares. No WordPress, toda informação relacionada a uma postagem que está armazenada como Object dentro da classe nomeada WP_Post após ser resgatada da base de dados.

MySQL

Uma Base de dados MySQL é utilizada para armazenar informação de um site WordPress, e a informação é recuperada dinamicamente utilizando PHP. o conteúdo de qualquer página e postagem em um site WordPress está na base de dados. O WordPress provém uma porção de funções PHP seguras para interação com a base de dados do WordPress e suas declarações sempre devem ser executadas utilizando uma função apropriada. Algumas funções usam declarações SQL padrão, algumas utilizam Arrays de informações.

Recursos úteis:

JavaScript e jQuery

JavaScript lhe permite mudar o comportamento do conteúdo de sua página, e ajuda a tornar as páginas mais limpas e mais fáceis de utilizar. Por exemplo, se você quiser que um texto seja exibido após o usuário pressionar um botão, você pode usar o javaScript para isso. jQuery é uma biblioteca extremamente popular para JavaScript, e uma versão mais antiga está incluída no WordPress como padrão. A Sintaxe é ligeiramente diferente do JavaScript, e simplifica a forma como você seleciona partes de um documento. Ele permite encadear várias funções que tornam o código mais limpo e mais fácil de ser lido. Ambos podem ser escritos de modo que os separem inteiramente do código HTML. Se JavaScript é desabilitado pelo usuário o site deve então continuar funcionando razoavelmente bem.

Recursos úteis:

  • Para mais informações sobre JavaScript veja Utilizando JavaScript Página do Codex do WordPress

AJAX

Ajax (Asynchronous JavaScript and XML) permite você enviar e receber informação sem recarregar inteiramente a página, isso significa que você pode mudar o conteúdo de sua página sem carregá-la. Se você quiser criar uma caixa de pesquisa que o resultado é exibido abaixo da caixa de pesquisa, você pode utilizar AJAX para enviar as informações para o script de busca, retornar o resultado, e exibi-lo sem atualizar a página por inteiro. WordPress faz uso do AJAX no painel de controle. Por exemplo, quando escrevendo suas postagens e páginas, o AJAX salva automaticamente seu progresso sem que você note. Você podem fazer tanto o uso de JavaScript ou jQuery para fazer solicitações AJAX. como a Sintaxe do jQuery é mais simples e direta, você provavelmente vai preferir usá-la.

Recursos úteis:

Exemplos de codificação padrão WordPress

Ao criar temas ou plugins para WordPress, você deve seguir às normas de formatação que os desenvolvedores escolheram. Comece olhando o arquivo com o código do núcleo PHP para já se familiarizar com os padrões utilizados.

Nota: manter o código mais limpo e legível o possível é importante.

Aspas Simples / duplas

Ecoando Atributos HTML – esc_attr()

Quando a saída de linhas nos atributos HTML, sempre utilizamos as funções do WordPress esc_attr() para escapar de certos caracteres e parar citações quebrando o código HTML.

Recuo de margem

Use as guias e não espaços para recuar. Utilize espaços entre as chaves array => valores para que a => estejam alinhadas, coloque cada valor / chave em sua própria linha. Coloque parêntese de encerramento em sua própria linha.

Nomeando Variáveis, funções e classes

Variáveis e funções – sempre usar letras minúsculas e palavras separadas por um sublinhado. O nome deve (resumidamente) explicar para que serve a variável ou função

Classes – nomes de classe devem ser palavras em caixa alta, separadas por um sublinhado para torná-las visualmente distintas de variáveis e funções.

Temas de licenciamento e Plugins

Se você está vendendo o seu trabalho em seu próprio site, esta seção não se aplica.

No entanto, se você planeja compartilhar plugins ou temas sobre os repositórios WordPress.org, que deve ser livre e liberado sob uma licença compatível com a GPL

wordpress-4

GPL significa General Public Licence ( licença pública geral) e garante a você utilizar certos direitos quando fazendo o download e utilizando-as. Desenvolvedores WordPress recomendam a GNU General Public License, versão 2 ou superior. Todos os arquivos de seu trabalho devem estar de acordo com essa licença, incluindo qualquer biblioteca em terceiros que queira fazer uso. Você tem o direito de distribuir bibliotecas de terceiros se incluídas. É importante que você compreenda exatamente quais direitos isso dará aos usuários do seu trabalho. Geralmente garante que você conserve os direitos autorais apropriados para o trabalho original, permite os funcionários modificar seu trabalho e redistribuídos no todo oi em parte eles devem manter intactos os avisos de direitos autorais originais e transmitir uma cópia da licença que você escolheu . eles devem deixar claro que nenhuma garantia é fornecida com o software. Se o usuário modificar e distribuir o software, então deve estar claro que eles fizeram alterações e não estão distribuindo o trabalho original. Você não deve bloquear nenhum recurso por trás de um Paywall, qualquer funcionalidade paga, deve ser de seu próprio plugin. Você pode anunciar um plugin pago desde que não seja intrusivo ou excessivamente irritante. Para obter uma lista completa das regras relativas aos repositórios do WordPress.org, visite o Manual do Desenvolvedor.

Desenvolvendo um site WordPress para um cliente

Se você está desenvolvendo um site WordPress para um cliente, geralmente você precisa criar Temas e Plugins. Qualquer ferramenta/função que são independentes do tema deve ser um plugin, então para que no futuro a pessoa possa facilmente trocar para um novo tema sem perder funções importantes. É importante entender precisamente o que o cliente quer antes de formalmente concordar em fazer o trabalho.

Encontrando Clientes

O WordPress é uma peça muito popular de Software, um grande número de indivíduos e pequenas empresas querem e precisam de de sites personalizados com funcionalidades específicas que não podem ser auto construídas. 

wordpress-5

No entanto primeiramente você deve fazer seus próprios temas e plugins e enviá-los para o repositório WordPress. Mada vende mais do que experiência prática. Quanto mais forte seu portfólio, mais provável que encontre trabalhos mais remunerados. Até mesmo criando um site WordPress demo, já é valioso para seu portfólio – algumas pessoas só precisam de ajuda para começar. Você também deve ter uma boa compreensão de quais expectativas deve esperar que seus clientes tenham. Bem como qual tipo de habilidades você deve adquirir para ser um freelancer bem sucedido. Assim seria uma boa ideia encontrar-se do outro lado e ver quais tipos de desenvolvedores WordPress as pessoas estão procurandoA melhor maneira de encontrar trabalho é procurar por pedidos a Freelancer. Você também podem oferecer seus serviços em algum website e criar esperanças de que seja encontrado nesse mar com  milhares de outros perfis, você terá mais sucesso buscando proativamente por clientes para trabalhar.

Alguns diretórios freelance populares:

  • oDesk
  • PeoplePerHour.com
  • Freelancer.com
  • Contatos e faturas

Ao fazer um acordo com um cliente é importante ter comprovado seu contrato. Você deve sempre fazer contratos que você e o cliente deve assinar. Ele deve indicar claramente sua taxa de pagamento para o trabalho e a extensão do trabalho. Deve indicar se você está cobrando uma taxa fixa ou uma taxa horária, deve haver um prazo acordado ou prazo para entrega ao cliente. Você também deve dar ao cliente um período de tempo razoável para completar o pagamento após a entrega. Após a conclusão do trabalho, você deve enviar ao cliente uma fatura que enumera seu trabalho, a data em que foi entregue, o preço final, etc. Ambos desses vão protegê-lo legalmente, se você não tem nenhuma prova de um acordo, o cliente podem simplesmente optar por não pagar e há pouco que você podem fazer sobre isso. Eles também garantem que ambas as partes saibam exatamente o que se espera que você faça para satisfazer o cliente. Existem muitos serviços online para gerar contratos e faturas digitais profissionais com todas as informações necessárias. Certifique-se de revisar qualquer coisa que esteja enviando ao cliente.

Dica: leia sempre sobre o direito dos contratos no seu país antes de gerar um contrato e trabalhar.

Gerador de contatos

Geradores de fatura

Impostos e receitas

As regras relativas a impostos e rendimentos diferem muito de um país para outro. É extremamente importante que você entenda quando você é considerado um trabalhador por conta própria e quando você deve começar a pagar impostos sobre sua renda. No Reino Unido, por exemplo, se você vender regularmente licenças de um tema que você criou, você sendo um comerciante independente, vender seu serviço criando sites do WordPress para seus clientes. Se seu rendimento de trabalhador autônomo for superior a 2500 libras, você deve pagar impostos, se o seu rendimento for tão maior que 85000 libras por ano, você também deve pagar o VAT, a falta de conhecimento da lei podem levar a muitos problemas financeiros e legais.

Conclusão

Este tutorial descreve tudo que você precisa saber como se tornar um desenvolvedor bem sucedido do WordPress, uma vez que você aprende como o WordPress utiliza os temas e plugins, a aplicação do seu próprio código efetivamente torna-se muito fácil. O que você precisa alcançar é limitado apenas pelo seu próprio conhecimento e vontade de expandi-lo.

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
2
95
/mês

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!