Artigos Blog

Entenda o que é pagamento recorrente e como usar no seu blog

Entenda o que é pagamento recorrente e como isso pode ajudar a ganhar dinheiro com seu blog

Produzir conteúdo para blogs é uma tarefa difícil. Um texto de qualidade pede uma apuração certeira das informações (seja de entrevistas ou dados) para sustentar aquilo que você quer passar. Além disso, é importante que você consiga fazer com que ele chegue ao leitor, afinal, distribuição é tão importante quanto a produção.

Em um blog, toda a estratégia de produção de conteúdo deve estar pautada em três importantes objetivos: conquistar audiência, ganhar credibilidade e influenciar.

Mas se para você, ter um blog não é um passatempo, é preciso ir além desses objetivos e criar estratégias para rentabilizar. Mas como criar essas estratégias e ganhar dinheiro com seu blog de forma recorrente?

Para entender o que significa a cobrança recorrente, você precisa entender o que é a economia da recorrência. Basicamente é a cobrança de assinatura por um produto ou serviço.  

Mas como fazer isso? Reunimos aqui neste artigo algumas dicas preciosas para você começar a ganhar dinheiro com seu blog.

Primeiro, entenda melhor o que é economia da recorrência

Economia da recorrência é um modelo de mercado onde você deixa de vender produtos e passa a comercializar o acesso a serviços. Ela foi teorizada pela primeira vez no ano 2000 por Jeremy Rifkin no livro A era do acesso.

Todas as experiências passam a ser alugadas. Os clientes não compram mais CDs, mas assinam um de streaming como o Spotify – assim como a Netflix passou a dominar a assinatura de conteúdos em vídeo. Existem serviços que enviam todo mês um produto diferente de um nicho, como a Tag com livros ou Omelete Box com artigos de cultura pop.

Ou seja, eles passam a alugar um sentimento – o de surpresa ao receber a caixa, por exemplo. Os blogs se encaixam nesse perfil, por vendem o acesso a conhecimento exclusivo e informações valiosas.  

Mas por que alguém assinaria um blog?

É bem difícil oferecer uma informação que não possa ser encontrada em outro lugar na internet. Mas, se você tem algo desse tipo em mãos é bem capaz que alguém esteja disposto a pagar por ela.

Normalmente isso acontece mais em assuntos nichados que não são cobertos por grandes portais que normalmente são mais generalistas. É nesse campo que é possível conseguir algo.

Conteúdo especializado

Se, além de produzir um conteúdo nichado, você o especialize de tal forma que ninguém no mercado o faz, é bem capaz que você consiga atrair assinantes para o seu blog.

Por exemplo, se você escreve sobre beisebol e analisa profundamente as táticas do jogo, você tem um diferencial. Ou se faz análises e artigos profundos sobre cinema, música e artes como um todo.

Tenha autoridade

Pessoas que são reconhecidas como autoridade em algum determinado assunto têm mais probabilidade de conseguir dinheiro pelo que escrevem.

Normalmente a autoridade é construída produzindo conteúdo gratuito durante muito tempo. Com uma base consolidada de leitores, você tem atrativos para conseguir “obrigá-los” a pagar. Uma das principais estratégias é dizer que o blog pode acabar se não houver investimento ou que assinantes terão acesso a um conteúdo exclusivo, como fazem as revistas e jornais. É por isso que o conteúdo precisa ser profundo e de extrema qualidade.

Qual modelo de negócio usar para o meu blog?

tenha autoridade

Sabendo que você tem um dos diferenciais citados acima, você precisa pensar em que modelo de negócio recorrente pode utilizar. Existem vários no mercado, mas para blogs quatro são os mais indicados: tudo o que você conseguir consumir, assinatura de um portal para receber conteúdo nichado, clube privado e caixa surpresa.

Tudo que o você conseguir consumir

Esse modelo é o utilizado por plataformas de streaming, como Netflix, Spotify e NBA League Pass. A ideia é que você ofereça uma imensidão de conteúdo e que a pessoa não consiga, de fato, consumir tudo. Ou seja, o valor da assinatura vai parecer pouco para tudo que ela poderia, num cenário ideal, apreciar.

Se for aplicar em um blog, faria sentido em uma equipe bem maior que desse conta de produzir muitas coisas. Aqui pode se encaixar um portal mais generalista e entre um modelo de paywall, que seria liberar uma pequena quantidade de conteúdo (por exemplo 5 artigos) por mês e depois, quando extrapolado esse número, o acesso é só liberado mediante assinatura.

Assinatura de um portal para receber um conteúdo nichado

Se você produz algo único e especial no ramo de conteúdo, pode ser que se torne interessante receber por isso. Para isso, vai ser necessário que a sua base já esteja consolidada, como falado acima.

Diferente do “tudo o que você vai conseguir consumir”, esse modelo não tem tanta produção de conteúdo em massa. Ela é recorrente, mas é possível aproveitar de tudo.

Por ser nichado, vai ser algo difícil de ser encontrado em toda a internet. Normalmente grandes portais como G1, Folha e Estadão não irão cobrir o assunto ou, se o fizerem, será de maneira muito superficial. Ter um aprofundamento pode ser extremamente interessante e cativar uma grande parcela do seu grupo.

Clube privado

Esse modelo normalmente serve como um plus na hora de bolar os planos. Para além da assinatura básica (onde você oferece uma parte do conteúdo), você pode oferecer um extra em que os clientes teriam direito a fazer parte de um grupo especial.

O grupo fechado pode ser feito em um site de fóruns, dentro do facebook ou do whatsapp. Nele, seriam discutidos os assuntos relacionados àquele nicho por pessoas que estão interessadas nele. Dá também para antecipar e oferecer o conteúdo antes para os membros daquele grupo.

Caixa surpresa

Esse não será o modelo base do seu serviço, afinal, o principal é entregar o conteúdo. Mas você pode, assim como o clube privado, usar isso como um plus.

Novamente, assim como o clube privado, você pode oferecer como recompensa uma caixa surpresa com a curadoria de um item selecionado por você que tenha a ver com o nicho que você se comunica nos planos mais caros. Também há a possibilidade do sorteio de brindes específicos do segmento como livros, camisas ou objetos em geral.

Cuidados a se tomar quando começar a cobrar assinatura pelo seu blog

Estratégias para ganhar dinheiro com assinatura no seu blog

Se você deseja que seu blog, que hoje é um hobbie, se transforme em um negócio que receba pagamentos de forma recorrente, existem alguns cuidados que você precisa tomar. Você deixa de ser simplesmente amador e passa a ser profissional.

Não é apenas um lugar de informações e textos legais, é uma empresa. Existem reputações que você precisa zelar.

Faça uma estratégia de marketing para transformar leitores em clientes

O primeiro passo é conseguir clientes para a sua “empresa”. Você precisa usar de argumentos plausíveis no marketing para convencer os leitores de que realmente vale a pena colocar dinheiro no seu blog.

Algumas ideias são vender a assinatura como:

  • Acesso a muitos conteúdos, com muitos benefícios
  • Mostrar que o que você faz é único no mercado;
  • Evidenciar que você faz o melhor conteúdo possível daquele nicho;

Nunca copie conteúdo

Se as pessoas se tornam clientes da sua empresa é por que você tem um diferencial. Não vai adiantar nada copiar conteúdo apenas para fazer volume. As pessoas sacam isso na hora.

Vão ser dois resultados: sua reputação vai por água abaixo e seus assinantes vão perceber que é possível achar o que você cobra de graça em outro lugar. É importantíssimo que seja tudo original.

Esteja sempre online

Nunca deixe o seu blog ou portal fora do ar. Isso é outra coisa que pode acabar com a reputação de qualquer empresa, seja blog ou não. Como eu vou pagar por algo que quase nunca está disponível? Isso é impensável.

Por isso é importante sempre escolher um bom sistema de hospedagem e armazenamento web. É essencial que ele nunca deixe você na mão.

Ouça sempre os seus assinantes

A melhor maneira de saber se você está fazendo certo ou não é ouvindo de quem consome aquilo que você produz. É interessante saber com eles, sempre ir perguntando e ter o feedback do seu conteúdo.

Pergunte temáticas, sobre o que eles querem ouvir, em qual formato e qual canal. O seu cliente é basicamente a sua persona. Quanto mais assertivo você for naquilo que produzir, mais clientes conseguirá atingir.

Metrifique tudo

Existem duas coisas que você precisa metrificar em seu blog: o comportamento do seu cliente em relação aos planos oferecidos e como ele se relaciona com seu conteúdo.

Por exemplo, se você percebe que um plano tem pouca adesão, há a possibilidade de turbiná-lo para atingir uma gama maior de assinantes ou extingui-lo de vez transferindo seus clientes para outro. Também é importante acompanhar as métricas relacionadas a aumento da base de assinantes, inadimplência, cancelamentos e aumento de receita.

Como o coração do seu negócio é o conteúdo, você deve metrificar tudo relacionado a isso. Mas tome cuidado com algumas métricas. Número de visualizações, por exemplo, não é um número tão assertivo quanto o “tempo médio de leitura”. Não adianta nada um conteúdo de um milhão de visualizações, se os clientes só leem 10% dele.

Você pode também separar com dados os assuntos que geram maior engajamento com o seu público e gerar mais conteúdos similares. O seu resultado será ainda mais poderoso.

Faça uma boa gestão dos pacotes oferecidos no seu blog

como fazer uma boa gestão do seu blog

Ao oferecer pacotes de serviços, você permitirá que o seu cliente pague pelo seu conteúdo com boleto ou cartão de crédito. Inicialmente, pode ser simples fazer essa gestão: gerar segunda via de boletos para alguns clientes mensalmente e resolver problemas com cartão de crédito. Mas à medida que a sua base de assinantes crescer, ficará praticamente impossível monitorar todos os pagamentos.

Neste momento, você terá de contratar um ERP recorrente. Com essa plataforma, você terá acesso completo ao seu fluxo de caixa, acompanhará as taxas de cancelamento e crescimento e conseguirá entender o comportamento do seu cliente. Com essas informações você poderá fazer ações de upsell e fazer com que os seus clientes fiéis e satisfeitos adquiram pacotes com mais benefícios. Ações que exigem muito tempo, como gerar a segunda via do boleto, também poderão ser feitas pelo próprio cliente por meio do sistema.

Já está pronto para começar? Faça um planejamento de criação de conteúdo, foque no marketing para negócios recorrentes e faça o seu blog se tornar uma empresa rentável.

*Este artigo foi produzido por Heitor Facini da Superlógica, um ERP recorrente líder no mercado, que atua nos segmentos de agências de comunicação visual, assinaturas e SaaS, condomínios, cursos/escolas e imobiliárias.

Deixe um Comentário

Deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
2
95
/mês

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

[href]
[href]