O Que é HTTPS e Como Ele Protege seu Site

Nas suas andanças pela internet, é possível que você já tenha se deparado com a sigla HTTPS. Ainda que seu significado não seja conhecido pela maioria dos internautas, ela indica a presença de uma tecnologia importantíssima para a segurança da sua navegação.

Neste artigo, vamos explicar exatamente o que significa a sigla HTTPS, como funcionam os sites dotados dessa tecnologia e qual a diferença entre HTTP e HTTPS. Você também aprenderá como usar HTTPS no seu site e os benefícios disso, incluindo em termos de SEO.

Vamos lá?

A sigla HTTPs significa Hypertext Transfer Protocol Secure, ou Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro. O termo é muito parecido com a conhecida sigla HTTP, mas com a diferença do “s” de segurança incluído no final — o que faz toda a diferença, como veremos a seguir.

Qual a Diferença Entre HTTP e HTTPS?

Antes de mergulharmos no conceito de HTTPS, primeiramente devemos falar um pouco sobre o funcionamento da própria internet — ou seja, sobre o protocolo HTTP.

Toda vez que você acessa uma página da web, o navegador que você está usando envia uma série de solicitações ao servidor no qual o site em questão está hospedado. A partir daí, é estabelecido um protocolo de comunicação entre as duas partes: o navegador (você) e o servidor (o site).

Esse protocolo, que permite que dados sejam trocados e a página desejada seja carregada, é o famoso HTTP, ou Hypertext Transfer Protocol. O problema do HTTP avulso, sem o “s” de segurança, é exatamente esse: ele não oferece a camada necessária para proteger suas informações.

Isso porque o HTTP avulso é um protocolo de comunicação aberto, no qual os dados são transferidos entre o navegador e o servidor em formato de texto simples, sem qualquer proteção. Assim, qualquer invasor que consiga se instalar em algum ponto dessa transferência poderá capturar seus dados sem maiores dificuldades. Isso poderia acontecer no caso de haver um malware ou um usuário mal-intencionado na sua rede Wi-Fi, por exemplo

É aí que entra o HTTPS: ao contrário de um protocolo aberto, como o HTTP, as transferências de dados do HTTPS são criptografadas. Ou seja, os dados trocados entre o navegador e o servidor são protegidos, embaralhados e decodificados somente por uma chave que só existe nas duas pontas do processo.

Com isso, um possível invasor terá muito mais dificuldade para capturar os seus dados, uma vez que será impossível decodificá-los sem a chave de criptografia.

Mas como funciona o HTTPS, exatamente? Para isso, precisamos falar um pouco sobre SSL e TLS.

Como Funciona o HTTPS?

Para proteger o seu site com HTTPs, é necessário obter um Certificado de Segurança SSL (Camada de Soquetes Segura) ou TLS (Segurança na Camada de Transporte).

Qual a Diferença Entre SSL e TLS?

Grosso modo, as siglas SSL e TLS representam a mesma coisa hoje em dia. Tecnicamente falando, o SSL não é mais utilizado. Sua última versão, a 3.0, foi descontinuada em 2015. O TLS é o seu sucessor, que traz tecnologias mais modernas de criptografia e proteção.

Entretanto, a indústria acabou não adotando amplamente a nomenclatura do novo protocolo na transição entre SSL e TLS. Portanto, sempre que você avistar uma empresa vendendo um certificado SSL, saiba que tecnicamente você está adquirindo um certificado TLS — o que é ainda melhor.

Ao adquirir um certificado SSL/TLS para o seu site, a tecnologia gera algumas chaves de proteção para garantir a segurança do seu visitante. Primeiramente, o seu site envia uma chave pública ao navegador do visitante para se identificar e comprovar que é uma página segura, verificada por uma autoridade de certificação válida. Vale lembrar que a autoridade de certificação é a entidade que emite o certificado SSL/TLS.

Ao começar a usar o HTTPS, seu site também terá uma chave privada, que deve ser mantida em segurança e não é compartilhada com nenhum navegador ou elemento externo. Essa é a chave que comanda a comunicação do seu site com os seus visitantes, portanto qualquer pessoa em posse dessa chave poderá decifrar os dados transmitidos. Cuidado com ela!

Por fim, a combinação da sua chave pública com a sua chave privada gera as chaves de sessão, que valem apenas para cada visita feita ao seu site e fazem a criptografia em si da comunicação entre o servidor web e o navegador do usuário.

Parece complicado? Pois não se preocupe: todo esse processo ocorre quase instantaneamente e é chamado de handshake SSL. Uma vez estabelecida essa comunicação inicial, o usuário pode se tranquilizar em saber que está navegando em um site seguro e seus dados estarão protegidos.

Como Usar HTTPS no Meu Site?

É possível fazer a instalação manual de um certificado SSL/TLS para usar HTTPS no seu site. No entanto, esse processo é bastante complexo e é recomendável deixá-lo nas mãos de profissionais da área caso você não tenha experiência em linguagens de programação.

Felizmente, quase todas as empresas de hospedagem hoje em dia oferecem (ou vendem) a instalação de certificados SSL/TLS com apenas um clique — em te obrigar a colocar a mão em códigos, liberações de acesso e arquivos do seu site.

No caso da Hostinger, por exemplo, o processo é bastante simples: no hPanel, basta acessar a aba SSL e clicar em “Instalar SSL”. Em seguida, você pode escolher em qual dos seus domínios o SSL será instalado, caso você tenha mais de um registrado na Hostinger.

aba ssl no hpanel

Depois de alguns minutos, o status “Ativo” aparecerá no domínio escolhido. Isso significa que o seu site já está devidamente protegido com HTTPs e seus visitantes já podem respirar aliviados.

Dica

A Hostinger oferece certificados SSL gratuitos em todos os seus planos!

Como o HTTPS Ajuda no SEO?

Lá se vão oito anos desde que, em 2014, a Google confirmou que o HTTPS é utilizado como um dos critérios para ranqueamento dos resultados das suas buscas.

Em outras palavras, o certificado SSL pode ser utilizado como um “critério de desempate”, por assim dizer, entre duas páginas que sejam idênticas em todos os outros fatores. Ou seja, entre os dois, aquele que tiver um certificado SSL válido aparecerá primeiro nos resultados da pesquisa.

Só que os benefícios do HTTPS para o seu site vão além de um simples critério técnico de desempate. Afinal, como se sabe, as técnicas de SEO (otimização para mecanismos de busca) são extensas e variadas, levando em conta centenas de fatores — qualidade do conteúdo, atualização regular das suas postagens, sua autoridade no assunto e muito mais. 

Outro aspecto utilizado pelo Google (e outros mecanismos de busca) é a taxa de rejeição das páginas, isto é, a quantidade de usuários que acessam o seu site e saem sem acessar novas páginas ou interagir com o seu conteúdo. E aqui entra outro aspecto importante do HTTPS, uma vez que os navegadores estão cada vez mais focados em alertar usuários sobre sites que não possuem certificados SSL válidos.

Para efeito de ilustração, compare como o Google Chrome indica quando um site tem HTTPS e quando uma página não possui o protocolo de segurança:

Chamativo, não? Portanto, instalar um certificado SSL no seu site é importante também para passar aos seus usuários uma sensação de segurança e, por consequência, construir uma relação de confiança com o seu conteúdo. 

Tudo isso, aliado a um trabalho de qualidade, gerará autoridade para o seu site e contribuirá para melhorar o seu ranqueamento nos mecanismos de buscas.

Conclusão

Nesse artigo, aprendemos que o HTTPS é um protocolo derivado do HTTP que adiciona uma camada de segurança à comunicação entre o servidor (onde está seu site) e o navegador (pelo qual o usuário acessa o seu site).

Sites com HTTPS têm sua comunicação criptografada, impedindo que invasores interceptem os dados transmitidos entre as duas partes e capturem informações pessoais do usuário.

Para ter um site com HTTPS, você deve instalar um certificado SSL/TLS. Hoje em dia, quase todas as empresas de hospedagem vendem ou oferecem esse serviço de maneira simplificada, permitindo que o usuário proteja o seu site com apenas alguns cliques.

Vimos também que ter HTTPS no seu site é importante para o SEO, tanto do ponto de vista técnico (já que o certificado SSL é um aspecto analisado pelo Google) quanto na construção de uma relação de confiança com seus usuários.

Agora que você já sabe do que se trata o HTTPS e quais são as suas vantagens, é hora de aplicar seus conhecimentos nas suas páginas. Até a próxima!

Author
O autor

Bruno Santana

Sou jornalista em formação pela Universidade Federal da Bahia, além de colaborador eventual do site MacMagazine e da editoria de cultura do Jornal A Tarde, de Salvador. Fascinado por tecnologia desde criança, criei meu primeiro blog no Wordpress aos 13 anos e nunca mais parei. Nas horas vagas, gosto de ir ao cinema e brincar com meu gato, Sushi.