Perl: Entenda o Que é e Para que Serve essa Linguagem de Programação

Você provavelmente já se perguntou como um programa é desenvolvido, ou como linhas e comandos executados por desenvolvedores se tornam um site que aparece em nossas telas.

O desenvolvimento de aplicações na web é feito através de uma linguagem de programação. Bom, as máquinas e computadores compreendem apenas a linguagem binária (combinações dos números 1 e 0, que se repetem), e os humanos utilizam a linguagem que conhecemos — como o português brasileiro em que esta frase foi escrita. Com elementos naturais de escrita e fala, a linguagem de programação é utilizada para facilitar o processo.

Há diversas delas no mundo, e neste artigo vamos conhecer mais sobre uma das mais populares, a Perl. A linguagem de programação Perl possui uma ferramenta intérprete em seu software, assim, consegue interpretar o que foi programado por humanos, e converte isso de uma forma que seja compreensível pelas máquinas, que executarão as instruções feitas pelos programadores. Abaixo, descobriremos mais sobre ela e quais seus usos.

O Que é a Linguagem Perl

A linguagem de programação Perl foi criada por Larry Wall em 1987. O programador estadunidense tinha a tarefa de gerar relatórios a partir de diversos arquivos textuais com referências cruzadas. Assim, originalmente, a linguagem Perl foi desenvolvida para facilitar a manipulação de textos.

Apesar de não ser um acrônimo, Perl significa “Practical Extraction and Reporting Language” (em português, Linguagem Prática de Extração e Relatórios). Mas, hoje em dia, seus usos vão muito além da geração de relatórios e manipulação textual. A linguagem Perl é amplamente utilizada em múltiplas tarefas, desde a administração de sistemas Linux, até o desenvolvimento de sites.

Além de ser interpretativa (compreensível para humanos e máquinas), a linguagem Perl é de uso geral e altamente dinâmica. Isto é, pode ser aplicada para alcançar diversos objetivos de programação web e gerenciamento de sistemas operacionais. Além disso, também é flexível nessas funções, oferecendo mais de uma forma para fazer o que precisa ser feito, e sendo compatível com diversos ambientes e sistemas. 

Para Que a Perl é usada

Mesmo tendo sido desenvolvida há mais de 30 anos com o objetivo de facilitar a extração de dados em textos e geração de relatórios, a linguagem Perl ainda é muito utilizada para estas tarefas — contando com funções como Expressões Regulares. Ela consegue localizar expressões específicas em grandes arquivos textuais e extrair as informações necessárias destes arquivos.

Entretanto, no decorrer dessas décadas, novas funcionalidades foram desenvolvidas e novas versões surgiram na família Perl (perl 5 e perl 6, por exemplo). Assim se ampliou o leque de possibilidades para o uso da linguagem. Hoje em dia, ela é utilizada até mesmo na bioinformática, já que possibilita o processamento de informações complexas, como o DNA.  

De todo modo, seu uso mais comum atualmente é no desenvolvimento web. A linguagem Perl consegue automatizar tarefas em servidores, gerar elementos textuais e visuais e organizar diretórios. Por isso é tão comumente aplicada na criação de sites, programação de CGIs (interfaces), desenvolvimento de programas e aplicações web, e em tarefas administrativas do sistema.

Por ser dinâmica e flexível, a linguagem Perl suporta simultaneamente práticas de programação procedural e de programação orientada a objetos. Além disso, possui módulos que permitem que códigos escritos em outras linguagens — como Python, PHP e Java — sejam facilmente reutilizados.

Vantagens e Desvantagens da Perl

Como todas as linguagens de programação, a Perl possui aspectos positivos e negativos. É importante conhecê-los antes de decidir se esta é a linguagem apropriada para usar na hora de desenvolver seus projetos ou uma página na web.

Vantagens

A linguagem Perl é uma das mais populares no desenvolvimento web, e não sobram motivos para isso. Abaixo listamos algumas das principais vantagens da Perl:

  • Linguagem de código aberto e gratuita. Assim, além de economizar com custos, você contribui para a sociedade em geral, pela inclusão digital, redução da pirataria, incentivo para o desenvolvimento livre e aberto de programadores da comunidade, etc.
  • Fácil de aprender e utilizar. Por ser uma linguagem de alto nível (no formato compreensível por humanos) e por utilizar expressões naturais e comuns em suas linhas de comando, é relativamente simples de aprender a programar sites e aplicações com Perl.
  • Compatibilidade. A linguagem Perl é compatível com diversas outras linguagens de marcação, como HTML e XML. 
  • Pode ser utilizada com diversos sistemas operacionais. Isso inclui Linux, Mac e Windows. 
  • Versatilidade. Como já vimos, a linguagem Perl pode ser utilizada em diversos casos e para diversos objetivos, não se limitando a uma aplicação.
  • Ampla integração com bancos de dados terceiros. Isso inclui sistemas de gestão como MySQL, Postgres e Oracle.
  • É uma das mais competentes em lidar com textos (função Regex – Expressões Regulares). Em comparação com outras linguagens, a Perl é especialmente eficiente na extração de dados de arquivos textuais e geração de relatórios — até mesmo aqueles referentes a ameaças de segurança. Essas são características que justificam tamanha popularidade.
  • Possui mais de 25.000 módulos de extensão. Eles podem ser utilizados para aprendizado e ampliação das funcionalidades, permitindo que você faça ainda mais com a linguagem Perl.

Desvantagens

Apesar das muitas vantagens, a linguagem Perl possui limitações, principalmente para aqueles que não têm nenhum tipo de conhecimento em programação. 

  • Suporte limitado a GUIs. Comparada com outras linguagens de programação, a Perl possui pouco suporte a GUI (interface gráfica).
  • Códigos potencialmente confusos. Como há diversas maneiras de fazer uma mesma coisa, os códigos podem ficar um pouco confusos. 
  • Módulos de biblioteca complexos. Embora possua diversos módulos de biblioteca úteis, eles são complexos e não tão fáceis de entender.
  • Difícil de corrigir erros. Muitas vezes ocorre algum bug no código, e a linguagem Perl não facilita muito a localização e resolução destes problemas. 
  • Pode possuir padrões complexos. Isso não só dificulta a aplicação da linguagem, como também pode tornar o script mais lento quando for rodado.

O mais importante é lembrar que o entendimento desses padrões mais complexos, a manutenção, correção de bugs e desenvolvimento de aplicações maiores, é algo que se conquista com o tempo.

Comece com scripts simples até se adaptar à linguagem e às suas particularidades. Conforme tiver mais experiência e conhecimento, será mais fácil utilizar funções complexas em projetos maiores.

Como Usar a Perl no seu Computador

Já vimos que a linguagem de programação Perl pode ser usada em diversos sistemas operacionais, especialmente por causa da sua portabilidade.

O melhor é que, em máquinas com sistemas Linux ou Mac, ela já vem instalada. Você só precisará atualizar a linguagem quando alguma nova versão estiver disponível. 

Para sistemas operacionais Windows, você deve baixar a Perl. O download pode ser feito no site oficial da linguagem. Depois de baixar os arquivos, basta seguir as instruções da janela de instalação.

Página de downloads da linguagem Perl em seu site oficial
(Fonte: Perl/Reprodução)

Desde o lançamento do Windows 10, é possível ter um ambiente Linux no próprio sistema da Microsoft. Isso é feito através da ferramenta WSL, que executa um subsistema dentro do sistema original. 

Depois de propriamente instalada e atualizada, para utilizar a linguagem Perl você deve utilizar os comandos de programação, que são relativamente simples. Portanto, não há a necessidade inserir uma função main(), basta dar as instruções pelo script que estiver escrevendo.

Estas instruções, comandos ou funções são feitas em inglês. Você pode verificar neste link quais são elas, já listadas por categoria.

Abaixo apresentamos um exemplo de linha de comando, a função <print> aqui dá a instrução para que um texto (neste caso, hello world) seja escrito na tela.

print “Hello, world”;  

Exemplos de Projetos Feitos em Perl

Como comentamos sobre a versatilidade da Perl, vale conferir uma lista de projetos conhecidos que foram desenvolvidos com esta linguagem de programação criada por Larry Wall. 

O maior exemplo de uma grande aplicação feita com Perl é o painel cPanel. Além dele, outros programas como Apache Spam Assassin (sistema de filtros de spam) e DVDRip (programa de cópias de DVD) também foram desenvolvidos com Perl.

Também há grandes sites com tráfego expressivo que foram desenvolvidos com Perl. Alguns dos exemplos mais famosos são: IMDb, Booking, Ticketmaster, DuckDuckGo e Craigslist

Conclusão

Agora você já sabe o que é Perl, uma das mais populares linguagens de programação. Ela pode ser utilizada para lidar com arquivos textuais — extraindo dados e gerando relatórios — para executar tarefas administrativas do sistema operacional, bem como para programação e desenvolvimento web em geral. 

Ela já está inclusa nos computadores Linux e Mac, e pode ser facilmente instalada no Windows. Além de ser de livre acesso, a Perl também é flexível e compatível com outras linguagens de marcação, como XML. Por se tratar de um código aberto, é gratuito e conta com uma grande comunidade que contribui na resolução de problemas, no desenvolvimento de novas funções e na abertura de espaços para perguntas e respostas.

Author
O autor

Bruna B. Barro

Bruna é formada em relações internacionais pela UFSC e atualmente faz mestrado em sociologia pela UFRJ. Determinada em tornar o conhecimento sobre tecnologia acessível a todas as pessoas, atua como tradutora e redatora freelancer na Hostinger. Tem experiência com tradução, localização, copywriting, gerenciamento de projetos, atendimento ao cliente e escrita acadêmica. No seu tempo livre gosta de assistir séries, cozinhar e jogar jogos de lógica.