O Que É Um Blog? Uma Introdução ao Blogging
access_time
hourglass_empty
person_outline

O Que É Um Blog? Uma Introdução ao Blogging

Inicialmente visto como uma maneira de compartilhar histórias com usuários da internet, nos anos recentes os blogs têm se tornado uma das estratégias de marketing digital mais lucrativas para as empresas ao redor do mundo.

Então, o que é um blog, e o que ele faz com que ele seja diferente de um site tradicional?

Vamos responder essas questões ao olhar qual é a definição, tipos comuns de blogs e tudo o que você precisa para começar o seu projeto.

O Que é um Blog?

Um blog é um site ou parte de um site que contém conteúdo frequentemente atualizado sobre um ou múltiplos tópicos. O termo é uma contração para “web log”, que por sua vez significa registrar informações num site.

O conteúdo num blog vem na forma de artigos em páginas individuais chamados postagens de blog (blog posts). O artigo que você está lendo é um exemplo.

Na página inicial do blog, você vai encontrar uma coleção dessas postagens apresentadas em ordem cronológica reversa – da mais recente para a mais antiga. A página de Tutoriais da Hostinger é uma boa ilustração para isso.

homepage de tutoriais da hostinger

Para Que um Blog é Usado?

Quando os blogs surgiram originalmente, as pessoas os utilizavam principalmente para compartilhar informações pessoais, como as suas experiências e interesses. Por exemplo, a pessoa responsável por inventar o termo weblog é Jorn Barger, uma pessoa que costumava publicar ensaios escritos sobre a cultura da internet e tendências da tecnologia em seu site – chamado Robot Wisdom.

A função de um blog continua a mesma até hoje, apesar de que o tipo de conteúdo se tornou muito mais diverso. Enquanto muitos ainda começam um blog por motivos pessoais, algumas pessoas se tornaram blogueiras para educar os outros sobre um tema específico ou para construir uma presença online profissional.

Por exemplo, a consultora de publicação Jane Friedman publica sobre o negócio da escrita. Enquanto a proposta é ajudar aspirantes a autores a conseguir um contrato para escrever um livro, o blog também mostra ela como uma líder de pensamento na indústria.

exemplo de o que é um blog, a página inicial de posts da jane friedman

Muitas organizações e empresas também usam blogs como um canal de marketing. O seu conteúdo normalmente foca em informações relacionadas com a indústria e que podem ser interessantes para o seu público-alvo. Neste caso, que toca o blog normalmente é uma equipe de múltiplos escritores, ao invés de um único administrador.

A Diferença Entre um Blog e um Site

Esta seção vai falar sobre o que é um blog e como ele é diferente de um site típico.

Um blog trabalha para apresentar novos conteúdos de maneira periódica, enquanto um site tradicional oferece informações estáticas sobre uma pessoa, um grupo ou um sujeito.

Vamos usar o site da empresa Reedsy como exemplo.

site estático do reedsy

O conteúdo principal consiste em páginas que informam aos visitantes sobre os serviços de escrita e de edição das empresa. Tal informação pode continuar inalterada por um longo tempo, a não ser que a situação exija uma atualização.

Enquanto isso, a seção de blog tem novas publicações adicionadas a algumas vezes por semanas para educar os usuários sobre a escrita e a publicação de livros. Por causa disso, o blog costuma passar por atualizações mais frequentes, se comparado com o site da empresa.

exemplo de o que é um blog, a página inicial da reedsy

Adicionalmente, postagens de blog normalmente terão uma seção de comentários, onde uma linha de comunicação pode ser criada entre os leitores e o autor. Esse elemento não é comum numa página tradicional da web, já que ela não costuma encorajar o engajamento da audiência.

Benefícios de se Ter um Blog

Olhando para um blog de menor escala, o principal benefício de começar um blog é a habilidade de se conectar com pessoas que pensam parecido com você. Dito isso, existem outras vantagens que você obter ao levar o seu blog para o próximo nível.

Com a estratégia certa, ser um blogueiro permite que você possa construir uma audiência, que pode abrir várias oportunidades, incluindo monetização. Vamos falar mais sobre como os blogueiros ganham dinheiro mais para a frente neste artigo.

Adicionalmente, o blog é uma ótima maneira de estabelecer uma marca pessoal. Inclusive, muitos profissionais hoje têm conseguido empregos para causa de blogs. Um blog que demonstra suas habilidades e conhecimentos pode ajudá-lo a se destacar da multidão, assim como convencer os empregadores da sua credibilidade.

Para uma empresa, o blogging é um excelente método para melhorar a visibilidade online de um site.

Os relatórios têm mostrado que sites com um blog têm 434% mais páginas indexadas em mecanismos de busca. Como resultado, as chances para eles ranquearem nas primeiras páginas dos SERPs (resultados de busca) e obterem tráfego orgânico para o seu site são muito maiores.

Vendo isso, é fácil de entender porque postagens de blog são o tipo de conteúdo número um para aumentar a consciência de marca. Com mais pessoas conferindo o seu blog, a chance de conquistar novos clientes também será maior.

Além disso, sites de empresas com seção de blog podem conquistar 97% mais backlinks do que aqueles sem. Links de entrada são essenciais para aumentar a autoridade do domínio de um site e firmar uma marca como autoridade na indústria.

Finalmente, o blogging e o SEO resultam numa estratégia eficiente de marketing. Os publicitários não precisam gastar tanto dinheiro nos blogs quanto eles normalmente gastaria em propagandas online.

Mais do que isso, as estatísticas mostram  que priorizar conteúdo do blog pode resultar numa chance 13 vezes maior de ganhar um retorno positivo no investimento.

5 Tipos de Blogs com Exemplos

Agora que nós discutimos os benefícios do blogging, vamos começar com cinco tipos comuns de blogs e seus exemplos. Note que também é possível categorizar um blog em mais de uma categoria.

1. Blog Pessoal

Com esse tipo de blog, o foco fica mais no blogueiro do que na audiência em si. O autor normalmente vai criar textos num estilo de diário, ou trazer comentários sobre sua vida, seus interesses ou seus hobbies.

Como esse tipo de blog é para uso pessoa, ele raramente trata de apenas um único tópico. O blogueiro pode escolher discutir uma ampla gama de assuntos, desde que eles estejam dentro do interesse do autor.

Um bom exemplo desse tipo de blog é o Design for Mankind. A dona, Erin Loechner, escreve artigos sobre sua família, projetos de trabalho e autorreflexão.

página inicial do blog design for mankind

Outro exemplo é o diário online de Neil Gaiman. O blog foca nos últimos projetos do autor e em atualizações sobre sua vida.

exemplo do que é um blog, o diário pessoal de neil gaiman

Outro exemplo é o diário online de Neil Gaiman. O blog foca nos últimos projetos do autor e em atualizações sobre sua vida.

 

2. Blog de Nicho

Um blog de nicho foca num conjunto de tópicos específico, geralmente relacionados com as paixões do blogueiro, suas habilidades ou seu conhecimento. Por exemplo, se você é um ávido leitor, o seu blog pode falar exclusivamente sobre conteúdos relacionados a livros.

O escopo do nicho depende das preferências do blogueiro. Usando um blog de livros como exemplo, o autor pode aumentar ainda mais o foco ao falar sobre só um ou dois gêneros.

Os seguintes nichos são bastante populares com a comunidade de blogging:

  • Blogs de viagem. Blogueiros nessa categoria compartilham histórias sobre suas viagens, dão dicas a outros viajantes e oferecem guias de destinos. Um exemplo famoso é o The Blonde Abroad, que centra em mulheres que gostam de viajar sozinhas. 
  • Blogs de moda. Este nicho fala sobre as últimas tendências da moda, dicas de estilo e guias de compra. Confira o blog de Jordan Bunker sobre roupas masculinas para ter uma visualização melhor. 
  • Blogs de saúde e bem estar. Tipos comuns de artigos dentro deste nicho incluem listas de exercícios, receitas ricas em nutrientes e dicas de como ter cuidados com sua saúde mental. Um blog bastante conhecido nesta categoria é o Fit Bottomed Girls
  • Blogs de culinária. Neste nicho, o blogueiro pode compartilhar receitas, guias de restaurantes ou avaliações de equipamentos para cozinha. Um ótimo exemplo de blog de culinária é o The Minimalist Baker, que foca em instruções de culinária usando dez ingredientes ou menos.
  • Blogs de finanças pessoais. Este nicho trabalha com gestão de dinheiro, indo desde dicas de orçamentos até ideias de rendas secundárias. The Penny Hoarder é um excelente blog nesta categoria. 
  • Blogs de estilo de vida. Este nicho mistura múltiplos tópicos relacionados com os interesses do blogueiro, como moda com beleza ou comida com viagem. Um bom exemplo é A Cup of Jo – um blog sobre estilo, design e maternidade.

3. Blog de Empresa ou Negócios

Este tipo de blog se refere a qualquer site de empresa que possua uma seção de blog.

O objetivo primário é atrair o público-alvo ao publicar conteúdo que seja relevante para o seu interessante ou suas preocupações. Algumas empresas também usam blogs para atualizar os usuários sobre mudanças dentro da sua organização.

Um excelente exemplo de blog de negócios é o do Mailchimp. Ele oferece dicas de marketing e recursos sobre como utilizar software de marketing digital.

blog corporativo do mailchimp

Adicionalmente, ele trata de estudo de cases de sucesso de clientes que usam suas ferramentas, uma ótima maneira de demonstrar a utilidade do seu negócio.

O software de produtividade Toggl também tem um excelente blog de negócios. As postagens de blog focam em assuntos relevantes para os seus recursos, como contratação, gestão de equipe, cultura da empresa e planejamento de projetos.

página inicial do blog da Toggl

4. Blog de Afiliado

Esse tipo de blog é baseado no marketing de afiliados – a prática de promover os produtos e serviços de terceiros numa plataforma online.

O blogueiro geralmente oferece um link para as postagens do seu blog direcionando os usuários para a loja online da empresa. Quando alguém clica nele e faz uma compra, o dono do blog vai receber uma comissão.

Os artigos típicos que você pode esperar de um blog de afiliados incluem análises de produtos, conselhos de compras e listas de “melhores produtos”.

Alguns blogs de afiliados podem focar num nicho, como o Outdoor Gear Lab. Esse site do WordPress apenas faz análises de equipamentos de viagens ao ar livre, e traz principalmente produtos da Amazon.

exemplo de blog outdoor gear lab

Também existem blogs de afiliados que incluem produtos de várias categorias, como o The Wirecutter, do New York Times.

blog wirecutter do new york times

5. Blog Reverso

Num blog reverso, o conteúdo é de autoria de múltiplos escritores convidados, ao invés de ser feito pelo dono do site. O proprietário até pode produzir artigos próprios, mas o seu trabalho principal é moderar e editar as submissões externas que chegam.

Esse tipo de blog é popular entre escritores freelancers, já que ele é ótimo para construir uma rede e aumentar sua exposição. Alguns blogs também podem compensá-los financeiramente para cada artigo escrito.

Um exemplo de blog reverso é o The Writing Cooperative, uma publicação baseada em Medium que fala sobre escrita e publicação. O blog encoraja o envio de conteúdo de outros escritores do Medium.

exemplo de blog reverso the writing cooperative

O Business2Community é outro excelente exemplo para este tipo de blog. O conteúdo é feito de milhares de artigos contribuídos por profissionais de negócios.

exemplo de blog reverso business2community

O Que Faz um Ótimo Blog?

Se você quer começar um blog, pode ser útil saber o que faz um site do tipo ser excelente. Tipicamente, você pode esperar encontrar os seguintes elementos num ótimo site de blogging:

Posts de Blog de Alta Qualidade

As pessoas visitam um blog para ler o seu conteúdo e obter informações úteis. Portanto, um excelente blog oferece conhecimento e inspira os usuários a tomarem atitudes.

Quando se trata de postagens de blog, elas podem ser diferentes de um nicho para outro. Contudo, um ótimo post de blog costuma atender às necessidades do público, normalmente ao:

  • Responder as perguntas mais comuns que as pessoas fazem sobre o tópico.
  • Oferecer um guia prático para os leitores seguirem.
  • Usar um estilo de linguagem e um formato que a audiência possa entender sem esforços.

Um bom artigo também deve exibir originalidade – ele pode trazer um ângulo único ou uma informação que outros blogs ainda não cobriram. Esse método de escrita pode fazer com que o seu blog se destaque da multidão e se estabeleça como uma voz confiável dentro da indústria.

Abaixo está uma lista de outras características que são comuns numa ótima postagem de blog:

  • Bem pesquisado. O conteúdo vai além de uma informação superficial e oferece provas convincentes para seus argumentos.
  • Organizado. Usa os títulos e subtítulos para organizar ideias e fazer a informação fluir naturalmente. Também pode ter um índice para facilitar a navegação.
  • Legível. A formatação faz com que o conteúdo seja fácil de escanear com os olhos e de digerir. Isso pode ser feito usando parágrafos curtos, frases ativas e listas com ou sem ordem.
  • Imagens relacionadas. O autor usa fotos ou vídeos para deixar a informação mais compreensível para aqueles que preferem elementos visuais.
  • Título convidativo. Ele compele potenciais leitores a conferir o conteúdo. Ao mesmo tempo, revela sobre o que é o artigo sem ser muito longo.

Além disso, conteúdo de blog de alta qualidade normalmente presta atenção nas melhores práticas de SEO. Fazer isso não vai direcionar o leitor diretamente o leitor, mas pode ajudar os mecanismos de busca a entender como o artigo é relevante para o interesse dos usuários. Deste modo, a publicação pode alcançar o público certo.

Tipicamente, uma postagem de blog otimizada para SEO vai incluir palavras-chave que as pessoas pesquisam frequentemente nos mecanismos de busca. Ele também pode ser escrito num formato mais longo, com pelo menos mil palavras, algo que os sites de busca preferem.

Engajamento Ativo dos Leitores

O engajamento se refere a qualquer tipo de ação tomada por leitores quando visitam um blog, como:

  • Ler o artigo do começo ao fim.
  • Explorar uma página diferente da web depois de terminar a leitura.
  • Deixar um comentário.
  • Compartilhar a publicação do blog nos seus perfis de rede social.
  • Assinar a lista de email do blogueiro.

Todas essas atividades podem significar que os visitantes gostam do conteúdo, o que é um grande sinal de um bom blog. E o que geralmente inspira as pessoas a executarem essas ações são exatamente os posts de blogs.

Ótimas informações podem encorajar os leitores a mostrarem apreciação para o autor, compartilhar o artigo com seus pares e seguir o blogueiro para acompanhar seus futuros conteúdos.

Dito isso, existem outras práticas que normalmente incentivam o público a dar tais respostas, como:

  • Postar de maneira consistente. Ter um cronograma de publicação regular faz com que seja mais fácil para as pessoas saberem quando visitar o seu blog em busca de novo conteúdo.
  • Convidar os usuários a comentar no artigo. Os blogueiros normalmente fazem isso no final do post. Quando um leitor faz um comentário, o dono do blog normalmente vai deixar uma resposta para continuar a discussão ou demonstrar apreciação.
  • Encorajar compartilhamento social. Exemplos incluem adicionar botões de redes sociais no topo de na parte inferior da publicação do blog ou habilitar um link de “Clique para tuitar” para citações específicas dentro do artigo.
  • Recomendar conteúdo relevante do blog. Incluir interlinks para outros artigos, acompanhados por textos âncora do tipo call-to-action convidando os usuários para conferir essas páginas.

Boa Experiência de Usuário

Enquanto a experiência de usuário (UX) não é o principal objetivo de um blog, ela se mantém um elemento essencial de um bom site. Um webdesign pobre ou uma navegação ruim podem dificultar a exploração do conteúdo por parte dos seus visitantes – além de tornar mais difícil que se tornem leitores leais.

Apesar de cada blog ter um visual diferente, existem alguns recursos que eles costumam compartilhar. Por exemplo, um layout de post de blog tradicional inclui os seguintes elementos, indo de cima para baixo:

  • Cabeçalho com um menu de navegação
  • Uma área de conteúdo na direita, exibindo o artigo por completo.
  • Uma barra lateral na esquerda que inclui uma descrição sobre o blogueiro, links para outros artigos e alguns botões de call-to-action.
  • Uma seção de comentários
  • Rodapé para outros links de navegação

Os blogueiros geralmente não fogem muito dessas convenções, já que elas são familiares para maioria dos usuários. Usar essa estrutura vai fazer com que seja mais fácil para novos visitantes interagirem com o conteúdo desde o princípio.

Dê uma olhada no blog de viagem Nomandic Matt para ter um exemplo.

publicação do blog nomandic matt

Outro importante elemento de UX para um bom blog é o agrupamento de artigos – a maneira como postagens relacionadas são classificadas em conjunto. O propósito é ajudar os usuários a descobrirem conteúdos similares com facilidade e ajudar os sites de busca a localizar todas as páginas no site.

Geralmente, os blogueiros agrupam os artigos por tópicos. O menu de navegação normalmente contém links para essas categorias para que os usuários possam acessá-los de qualquer página da web.

Um bom exemplo de agrupamento de artigos é o blog de estilo de vida Brit + Co. O site organiza as postagens com base se elas falam sobre comida, moda, beleza, moradia, e assim em diante.

Algumas categorias podem conter subgrupos. Por exemplo, a categoria comida consiste em subtópicos como aperitivos, receitas DIY e coquetéis. Incluir esse tipo de classificação pode tornar a navegação mais fácil e muito mais eficiente.

blog de receitas brit + co

Os Blogueiros são Pagos?

Enquanto alguns escolhem tocar o blog sem fazer dinheiro, muitas pessoas buscam gerar uma renda secundária ou até a renda principal através de blogging.

Quando um blogueiro ganha pode variar drasticamente. Por exemplo, o Jeremy do Living the Dream ganha US$ 4.276/mês, uma bela grana para uma renda passiva.

Por outro lado, Adam Enfroy gera em torno de US$ 80.000/mês, uma quantia extremamente lucrativa para um blog de um pequeno negócio.

Um fator que afeta os rendimentos de um blogueiro são os métodos de monetização que ele usa. Ter mais fontes de renda geralmente leva a um salário maior.

Aqui estão maneiras comuns de blogueiros ganharem dinheiro:

  • Exibição de propagandas. O blogueiro vai trabalhar com as empresas interessadas em anunciar no seu blog. Eles podem assinar uma rede de propagandas, como o Google Ads, ou entrar em contato com as empresas de maneira direta.
  • Marketing de afiliados. Eles podem se afiliar a plataformas, como Associados da Amazon ou Skimlinks, que vão oferecer links para os produtos e serviços dos seus parceiros, que podem ser destacados em seus blogs.
  • Conteúdo patrocinado. Eles vão estabelecer uma parceria com uma marca relevante para o seu público-alvo e criar uma postagem de blog especificamente para discutir seu produto ou serviço.
  • Venda de produtos e serviços. Alguns criadores de conteúdo criam mercadorias físicas para os seus fãs, como camisetas e canecas. Bens digitais, como eBooks e cursos online, também são comuns.
  • Doações via PayPal ou Patreon. Esse é um método de monetização popular entre blogueiros que apenas buscam uma opção de monetização para deixar seu site vivo, como é o caso Captain Awkward.

 

Outro fator que afeta a renda de um blogueiro é o tráfego do blog. Geralmente, blogs com centenas de milhares de visualizações podem ter mais facilidade para colaborar com marcas e gerar vendas a partir de seus leitores.

Assim sendo, aqueles que querem começar um blog e fazer dinheiro geralmente precisam focar em construir sua audiência antes de gerar uma renda estável.

Do Que Você Precisa para Começar um Blog

Existem muitas coisas para preparar se você quer começar um blog. Nós recomendamos partir dos seguintes elementos:

Site

Para criar um site no formato de blog, você precisa primeiro decidir em qual plataforma ele será construído. Uma opção é usar um sistema de gestão de conteúdo tipo o WordPress.org. Essa é uma escolha popular dentre muitos blogueiros pessoais e profissionais, já que ele é gratuito e de código aberto.

Usar o WordPress requer comprar um serviço de hospedagem de sites para deixar o seu blog acessível na internet. A Hostinger oferece planos de hospedagem compartilhada confiáveis e amigáveis para os usuários partindo de apenas R$ 4,49/mês. Isso ainda inclui um domínio grátis – o que é perfeito para iniciantes e para donos de pequenos negócios.

O WordPress também vem numa versão hospedada, que é acessível através do WordPress.com. Contudo, essa versão é paga e vem com menos opções de customização.

Ainda considere hospedar uma plataforma de blogging, como o Blogger ou o Tumblr, que geralmente são os preferidos de donos de blogs não comerciais.

Uma vez que você tiver decidido a plataforma, você vai precisar de um nome de domínio. Essa é a URL que as pessoas vão inserir os seus navegadores para abrir o site.

É melhor usar um nome curto e memória que descreve o conteúdo do blog. Deste modo, os visitantes podem entender sobre o que é o site, só de ler o domínio. Se você está empacado nessa parte, este gerador de nomes pode lhe oferecer algumas ideias.

Finalmente, um site exige um tema ou template, que é um grupo de arquivos que compõem o webdesign. Os usuários do WordPress também podem encontrar milhares de temas gratuitos a partir de várias categorias de blogs no diretório oficial do WordPress.

diretorio de temas do wordpress

Nicho

Não é exatamente necessário ter um nicho, mas é algo recomendado para quem quer começar um blog como um negócio. Ele pode ajudar a definir o escopo do conteúdo que você uirá produzir e garantir que ele se manterá relevante para o seu público-alvo.

Um blog que lida com múltiplos nichos geralmente tem mais dificuldade para conquistar um público leal. Isso acontece porque não é todo mundo que está interessado nos mesmo assuntos que o blogueiro.

Como mencionamos anteriormente, um nicho pode ser estreito ou mais amplo, dependendo da quantidade de tópicos que você deseja discutir. Dito isso, é melhor ser específico, especialmente se você está escolhendo um nicho popular. Fazer isso vai permitir que seja mais fácil para o seu blog se destacar de sites similares.

Por exemplo, o blog de viagem The Points Guy se destaca de outros sites do nicho de viagens ao focar no uso de pontos de cartão de crédito e de milhas de empresas áreas para viagens.

blog de viagens the points guy

Outro exemplo é o Nerd Fitness. Trata-se de um site que foca em dicas e tutoriais de exercícios para entusiastas da cultura nerd. Apelar para uma audiência segmentada facilita diferenciar a marca do blog dos de exercícios concorrentes.

postagem do blog nerd fitness

Habilidades de Escrita de Conteúdo

Se você quer escrever um post de blog que vai ajudar seu público, é bom afiar as suas habilidades de escrita antes disso. Quando falamos de habilidades de escrita, aqui estão os principais pontos:

  • Pesquisa a habilidade de coletar informações de fontes confiáveis. Fazer isso vai permitir que o seu post seja muito mais aprofundado e tenha maior autoridade. Além disso, ler conteúdos que já existem sobre um assunto pode oferecer insights sobre o que os leitores podem gostar e como o seu conteúdo vai se sair em comparação com os concorrentes.
  • Comunicação. Para criar uma conexão com o seu público-alvo, você precisa expressar suas ideias de um modo que ressoe com eles. Garanta que você vai organizar os seus pensamentos e ideias de um modo que seja fácil e natural de seguir, tanto para você como para seus leitores.
  • Precisão linguística. Dominar a gramática, a ortografia e a pontuação do seu idioma vai fazer com que o conteúdo seja mais fácil de entender. Além disso, vai fazer com que o seu blog tenha maior credibilidade.

Habilidades e Ferramentas de SEO

Anteriormente, nós enfatizamos a importância de otimizar o conteúdo do blog para sites de busca. Sem as habilidades de SEO básicas, o seu site não vai aparecer nas páginas de resultado dos mecanismos de busca (SERPs), o que significa que você não conseguirá alcançar seu público-alvo.

Para ter um guia de iniciantes para SEO, recomendamos este artigo. Usuários do WordPress também podem conferir este post aqui.

Adicionalmente, considere usar essas ferramentas para ajudar você com SEO:

  • Ubersuggest. Um software gratuito que é útil para analisar seus concorrentes, pesquisar palavras-chave e descobrir conteúdos populares no seu nicho. 
  • Google Search Console. Um programa que pode mostrar o ranqueamento de posts de blog nos SERPs do Google. Ele também pode relevar gargalos de desempenho do site, o que pode ser um obstáculo para SEO.
  • Google Analytics. Uma ferramenta para rastrear o desempenho do seu site. Adicionalmente, ela pode oferecer insights de como os seus usuários se comportam dentro do seu site – desde o tempo que eles passa numa página até o número de posts que eles leem.
  • Screaming Frog. Um crawler que pode procurar por problemas comuns de on-page SEO, como links quebrados, redirecionamentos e conteúdo duplicado.
  • Yoast SEO. Um plugin de WordPress que vai lhe dar uma lista de todas as tarefas que você precisa completar para o seu conteúdo ranquear nos SERPs. Ele também pode gera um XML do mapa do seu site para fazer com que as suas páginas sejam mais fáceis de serem localizadas pelos os sites de busca.

O Que é um Blog: Um Resumo

A resposta mais comum para a pergunta “o que é um blog” é: “um lugar onde você pode falar com os seus seguidores”. Essa definição até está certa, mas os blogs podem ser usados para muito mais do que isso.

Muitas pessoas utilizam sites de blogs para compartilhar informações com os seus seguidores, mas as empresas normalmente os utilizam para alcançar potenciais clientes através dos sites de busca.

Além de explicar a definição de blog e suas utilidades, nós também falamos sobre:

  • A diferença entre site e blog
  • Os cinco tipos de blogs
  • Elementos de um ótimo blog
  • Se os blogueiros ganham dinheiro

Se você gostaria de criar seu primeiro blog, comece escolhendo a plataforma certa e construindo um site de fácil navegação. Adicionalmente, defina um nicho, desenvolva excelente habilidades de escrita e conhecimento em SEO. Esses elementos serão essenciais para aqueles interessados em blogs pessoais ou de negócios.

O Autor

Author

Andrei L. / @andreilongen101

Jornalista e conteudista SEO/Localização na Hostinger Brasil. Tem experiência em WordPress e na produção de conteúdos de tecnologia otimizados para conquistar as melhores posições no Google. É fã de games, adora vôlei, ama o inverno e está sempre buscando se aperfeiçoar no Inglês.

Tutoriais em destaque

Tutoriais relacionados

Author

Adilson Responder

agosto 17 2019

Maravilha...aprendi mais uma etapa na internet que era meio obscura pra mim....agora posso colocar /divulgar todo meu trabalho.de afiliados na hotmart/ no meu site oficial...enfim ..muitas outras coisas ,,vlw obrigado e parabéns ,,colocou tudo explicadinho top...até ..............

Author

Francisco ferreira Responder

agosto 31 2019

Excelente.....pratico e objetivo ....como deve ser a informação nos dias atuais... parabéns...me ajudou bastante!

Author

Maria Paula da costa Mendes Mendes Responder

setembro 11 2019

Show

Author

Aretha Responder

dezembro 07 2019

Amei o conteúdo, muito bem explicado!!!

Author

Marco Responder

fevereiro 20 2020

Ótimo texto Andrei! Muito obrigado!

Author

Dominyque Responder

julho 24 2020

Olá... você tem alguma referência bibliográfica sobre as informações apresentadas? Por exemplo, em referência à criação do termo weblog por Jorn Brager? É pra discutir o uso de mídias digitais em uma dissertação, por isso a necessidade das fontes bibliográficas. Desde já agradeço!

    Author

    Carlos E.

    Respondido em julho 28 2020

    Olá Dominyque, não temos fontes bibliográficas acadêmicas, mas temos fontes jornalísticas. Por exemplo, há essa ótima reportagem da revista Wired sobre o assunto!

Author

Dominyque Responder

julho 29 2020

Ok, entendi. Vou dar uma olhada. De qualquer forma, agradeço.

Author

Oseas marques Responder

agosto 25 2020

Bastante prático e esclarecedor.

Deixe uma resposta

Comentar*

Nome*

Email*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça parte da Hostinger agora!