Plano de Manutenção de Site – O Que É, O Que Considerar + Ferramentas Úteis

O lançamento do seu site não é a etapa final na implementação da sua presença online. Você precisa de um site seguro com tempos de carregamento rápidos e que ofereça uma excelente experiência de usuário para construir sua credibilidade e expandir seus negócios.

Para conseguir isso, você terá que realizar manutenções regulares. Uma boa prática é criar um plano de manutenção de site descrevendo as etapas para manter seu site atualizado e otimizado – não importa se você vai contratar um provedor terceirizado ou se cuidará internamente da manutenção.

Neste artigo, vamos falar sobre o que incluir em um plano de manutenção de site e compartilhar as melhores práticas e ferramentas para ajudar você a criar um plano eficaz.

O Que é um Plano de Manutenção de Site?

Um plano de manutenção de site é um guia abrangente que lista as tarefas necessárias ​​para manter e até mesmo melhorar o desempenho de um site. Essas tarefas incluem fazer uma análise em busca de vulnerabilidades, realizar backups e atualizações de software, monitorar sua velocidade e relatar alterações.

Assim, a criação de um plano de manutenção de site geralmente envolve desenvolvedores, a equipe de marketing e especialistas em segurança.

Recomenda-se que pequenas empresas que não possuem uma equipe de TI dedicada é contratem um serviço de manutenção de sites. Afinal, a manutenção do seu site será um processo contínuo.

Os serviços de manutenção normalmente oferecem pacotes mensais ou anuais que cobrem questões de segurança, atualizações, backups e até mesmo design e SEO. Eles calculam os custos dependendo de sua complexidade, tamanho e funcionalidade.

Se você mesmo estiver fazendo a manutenção, criar um plano também ajudará a traçar um orçamento e calcular melhor o custo de manutenção.

Por Que um Plano de Manutenção de Site é Importante para o Desempenho do Site?

Um site sem manutenção geralmente usa softwares desatualizados, levando a tempos de carregamento mais lentos, problemas de incompatibilidade e falhas frequentes. Isso pode fazer com que você perca clientes e tráfego — ou pior, levar a um site inutilizável.

Além disso, a falta de manutenção deixa seu site mais vulnerável a injeções de malware, tornando-o propenso ao roubo de dados.

Com a manutenção de rotina, o proprietário pode garantir que todos os elementos do site estarão funcionando de maneira adequada e otimizada. Isso inclui a manutenção de plugins, temas, links, formulários de contato, imagens e processos de pagamento, assim como a implementação de atualizações de segurança.

No entanto, pode ser um desafio realizar todas as tarefa de manutenção dentro do cronograma, caso você não tenha um esboço claro do processo. É aqui que um plano de manutenção de site será útil.

Além disso, ter um plano de manutenção serve como documentação para alterações e atualizações feitas no site. Caso a pessoa ou equipe responsável pela manutenção de site deixe a empresa, a continuidade dos processos de manutenção de site será mais fácil, pois as informações estarão mais prontamente disponíveis.

Em Que Consiste um Plano de Manutenção de Site?

Os elementos essenciais nos planos de manutenção de sites incluem segurança, atualizações, backups, desempenho do site, experiência do usuário, marketing de conteúdo e SEO.

Segurança

Identificar vulnerabilidades e implementar medidas de proteção é necessário para reduzir o risco de ter o seu site hackeado.

Violações de segurança podem afetar a reputação e o relacionamento de uma marca com os clientes, prejudicando sua presença online a longo prazo.

Para começar, instale um certificado Secure Sockets Layer (SSL) para criptografar a transferência de dados e proteger as informações confidenciais dos clientes, caso ainda não o tenha feito.

Importante! Todos os planos de hospedagem da Hostinger vêm com certificados SSL grátis instalados automaticamente.

Agende auditorias de segurança trimestrais para proteger os dados dos seus clientes e resolver falhas de segurança. Uma auditoria de segurança de site deve incluir as seguintes medidas:

  • Execute verificações de segurança. Instale scanners de segurança como Sucuri e WordFence para remover arquivos maliciosos e detectar vulnerabilidades. Os usuários da Hostinger podem usar o verificador de malware, que pode ser acessado a partir do painel do hPanel.
  • Tenha cuidado com suas credenciais de login. Crie uma senha forte e exclusiva e a altere em intervalos regulares. Use gerenciadores de senhas como 1Password para manter todas as suas senhas em um só lugar, e ative a autenticação de dois fatores sempre que possível.
  • Revise as configurações padrão do CMS. Gerencie comentários de spam e oculte informações confidenciais, como o número da sua versão do WordPress, para evitar ataques maliciosos.
  • Gerencie as permissões dos usuários. Como medida preventiva, limite quem pode acessar determinados dados. Revise as permissões a cada trimestre e certifique-se de remover usuários não utilizados.

Atualizações

Componentes desatualizados do seu site aumentam os riscos de problemas de incompatibilidade, bugs do sistema, problemas de desempenho e ameaças de malware.

Para evitar isso, seu plano de manutenção de site deve incluir as seguintes medidas:

  • Verifique as atualizações do CMS a cada trimestre. Elas normalmente incluem patches de segurança, correções de bugs e novos recursos.
  • Atualize seus principais plugins e temas todo mês. Aproveite para remover os não utilizados.
  • Renove seu plano de hospedagem. Verifique os recursos disponíveis na sua hospedagem, pode ser hora de fazer um upgrade.
  • Renove seu nome de domínio. Verifique o período ativo do seu nome de domínio todos os anos. Na Hostinger, a renovação de nome de domínio pode ser acessada no painel Domínios do hPanel.

Embora alguns softwares tenham atualizações automáticas ou notifiquem os usuários na hora certa, recomendamos realizar uma verificação manual regularmente.

Além disso, se você usar VPS ou um servidor dedicado, identifique e corrija os erros desse servidor. Um tempo de inatividade inesperado interromperá os processos do seu negócio, o que vai lhe custar tempo e dinheiro.

Como a manutenção do servidor é um processo técnico, recomendamos confiar a tarefa a um profissional de TI. Como alternativa, adquira pacotes de manutenção de sites, pois geralmente incluem atualizações de servidor.

No entanto, se você usar um plano compartilhado, cloud ou outros tipos de hospedagem gerenciada, sua provedora de hospedagem cuidará disso para você.

Dica do Especialista

O melhor momento para realizar a manutenção do servidor é durante os períodos de baixo tráfego.

Em primeiro lugar, menos visitantes serão afetados. Em segundo lugar, quaisquer imprevistos podem ser resolvidos antes do horário comercial — minimizando o risco de perder vendas.

Para usuários da Hostinger, a seção Logs de acesso no hPanel fornece informações sobre quando o tráfego do seu site está baixo.

Por fim, lembre-se de fazer backup do site antes de realizar qualquer atualização.

Editor

Erika R.

Desenvolvedora Back-End

Backups

Ao baixar um backup do site, você pode evitar a perda de dados e simplesmente recuperar a versão anterior do seu site se houver algum problema, eliminando a necessidade de reconstruí-lo do zero.

O plano de manutenção do seu site deve incluir backups automáticos ou manuais regulares. Backups mensais são suficientes para pequenos sites sem muito conteúdo. No entanto, para sites mais complexos onde o conteúdo é atualizado com frequência — como sites de comércio eletrônico — recomendamos a realização de backups semanais.

Dica

Se você hospeda o seu site na Hostinger, basta apenas alguns cliques para restaurar seus backups. No seu hPanel, vá para Hospedagem -> Gerenciar -> Arquivos -> Backups. Em seguida, selecione a data do backup e clique em Próxima Etapa -> Restaurar Arquivos.

Desempenho do Site

Monitorar o desempenho do site é essencial para garantir que ele esteja constantemente disponível para os visitantes, além de evitar que ele tenha problemas de velocidade. Aqui estão algumas tarefas de manutenção mensal para adicionar ao seu plano:

  • Execute um teste de velocidade. Obtenha informações sobre o desempenho atual do seu site usando ferramentas de teste como as do Google PageSpeed Insights.
  • Monitore os Core Web Vitals. Verifique a Maior Pintura com Conteúdo (LCP), Primeiro Atraso de Entrada (FID) e Deslocamento de Layout Cumulativo (CLS) do site.
  • Minifique os arquivos. Remova o espaço em branco extra e o código não utilizado para reduzir o tamanho dos seus arquivos, acelerando o tempo de carregamento das páginas. Você pode fazer isso manualmente ou usando um plugin de minificação do WordPress, como o Fast Velocity Minify.
  • Comprima imagens. Isso ajudará a reduzir os tempos de carregamento, acelerar a entrega de conteúdo e melhorar a experiência do usuário.

Além disso, é importante monitorar o tempo de atividade do site para garantir que ele esteja sempre acessível aos visitantes.

Como essa é uma tarefa contínua, recomendamos o uso de uma ferramenta de monitoramento de tempo de atividade como o SiteUptime. Ele verifica automaticamente seu site a cada dois ou 30 minutos, dependendo do plano adquirido.

Leitura Sugerida

Confira nosso tutorial sobre otimização de sites para melhorar ainda mais o desempenho do site, UX e SEO.

Experiência de usuário

A boa experiência do usuário é fundamental para estabelecer a credibilidade e a confiança da empresa junto aos clientes, pois 88% dos visitantes de sites serão mais relutantes em retornar após uma experiência ruim.

Para manter um site amigável, aqui estão algumas medidas a serem tomadas a cada três meses:

Dica do Especialista

Antes de fazer alterações em seu site, teste-as em um ambiente de teste. Ele permite que você experimente sem arriscar a funcionalidade do site real.

Se você for um usuário do WordPress, recomendamos comprar nosso plano de Hospedagem WordPress Business, pois ele vem com uma ferramenta de ambiente de teste integrada. Você pode testar seu código, design e plugins, assim como implementá-los no seu site ao vivo com um clique.

Editor

Erika R.

Desenvolvedora Back-End

Marketing de conteúdo

Os planos de manutenção devem envolver atualizações de conteúdo para acompanhar as mudanças do setor e manter os usuários engajados. Aqui estão alguns exemplos:

  • Crie um novo conteúdo. Crie um cronograma de conteúdo para postar pelo menos um novo artigo por semana.
  • Realize uma auditoria de conteúdo. Analise postagens antigas de cada três a seis meses e identifique o que precisa ser atualizado, removido ou reescrito.
  • Atualize mensalmente suas postagens e páginas. Adicione as informações mais atualizadas às páginas de produtos, páginas Sobre Nós, descrições de produtos e assim por diante.
  • Verifique todo mês se há imagens quebradas. Substitua imagens borradas e pixeladas por imagens de melhor qualidade.

SEO

A otimização para mecanismos de busca (SEO) é uma tática de marketing digital fundamental para se ter um site de sucesso. Quanto mais alto ele aparecer nos resultados de pesquisa, mais tráfego receberá, o que aumenta a chance de gerar novos leads.

Portanto, um bom plano de manutenção de site inclui avaliar e melhorar consistentemente seus esforços de SEO, incluindo:

  • Realize uma auditoria de backlinks a cada trimestre. Remova links nocivos e identifique oportunidades de criação de links.
  • Otimize meta descrições, tags e títulos. Certifique-se de que eles se encaixam na intenção de busca pretendida e incluem as palavras-chave relevantes.
  • Avalie a estrutura do site. Categorize páginas com base em tópicos semelhantes, implemente links internos entre páginas relevantes e garanta que seus URLs estejam limpos e legíveis.
  • Atualize o mapa do site e o arquivo robots.txt. Isso melhorará a capacidade de rastreamento e indexação para os mecanismos de pesquisa.
  • Remova páginas de erro e links quebrados. Certifique-se de que suas páginas sejam carregadas sem erros. Se necessário, crie redirecionamentos.

Dica do Especialista

Depois de concluir as tarefas de manutenção de site, documente as alterações para avaliar o progresso. A criação de um relatório de manutenção ajuda a rastrear como isso afetou o desempenho do site — seja melhorando a velocidade, aprimorando a segurança ou as classificações mais altas.

Editor

Paulius M.

Líder de Equipe SAE

Ferramentas Úteis para Planos de Manutenção de Sites

Se você decidir realizar os serviços de manutenção de site por conta própria, aqui estão algumas ferramentas para ajudá-lo durante todo o processo.

1. Google Analytics – Ferramenta de Análise da Web

Ferramenta de análise da web do Google Analytics

Estatísticas do Google Analytics:

  • Melhor para: acompanhar o desempenho do site
  • Preço: freemium (a partir de US$ 150 mil/ano)

O Google Analytics fornece relatórios do site sobre seus visitantes e seu comportamento. Ele ajuda você a identificar áreas de melhoria ao planejar a próxima manutenção.

Por exemplo,  você pode identificar quais páginas os visitantes visitam mais ou quais têm altas taxas de rejeição. O relatório de Fonte de Tráfego permite que os usuários vejam quais canais geram mais tráfego.

Além disso, o relatório Content Drilldown informa aos donos de sites as métricas de engajamento de conteúdos específicos, para que eles possam identificar quais páginas estão com baixo desempenho.

No relatório de Visualização de Funil, os usuários podem ver quando os visitantes não conseguem concluir uma meta orientada para a ação no site. Isso ajudará a avaliar o design do site e determinar quais ideias de melhorias adicionar ao plano de manutenção de site.

Embora tenha uma versão premium muito cara, a versão gratuita oferece uma ampla gama de recursos suficientes para pequenas e médias empresas.

2. Pingdom – Ferramenta de Monitoramento do Site

Pingdom: monitoramento simplificado da experiência do usuário final

Estatísticas do Pingdom:

  • Melhor para: monitoramento do site
  • Preço: freemium (a partir de US$ 10/mês)

Para ajudar a manter o tempo de atividade e o desempenho do seu site, é necessário ter uma ferramenta de monitoramento.

O Pingdom é uma ferramenta fácil de usar que oferece recursos de alta qualidade. Ela inclui monitoramento de tempo de atividade, que verifica a disponibilidade do site de vários locais e navegadores da web.

Além disso, seu recurso de monitoramento em tempo real fornece informações sobre o comportamento do visitante, ajudando você a identificar tendências.

O Pingdom também oferece testes gratuitos de velocidade de página para rastrear os tempos de carregamento e identificar problemas que afetam a experiência do usuário.

Finalmente, se houver algum problema com páginas indisponíveis ou alterações de conteúdo, a ferramenta notificará imediatamente os usuários por SMS, e-mail ou pelo aplicativo para dispositivos móveis.

[DOWNLOAD]

3. Ahrefs – Ferramenta de SEO

Ferramenta de SEO Ahrefs

Estatísticas Ahrefs:

  • Melhor para: manutenção de SEO
  • Preço: começa em US$ 99/mês

O Ahrefs é uma ferramenta premium para manter o desempenho de SEO do site. Seu recurso de auditoria vai varrer o seu site para encontrar problemas técnicos e de SEO nas suas páginas, oferecendo dicas práticas para resolvê-los.

Além disso, o verificador de backlinks analisa os backlinks do seu site, fornecendo informações sobre classificações de domínio e URL.

Para planejar futuros esforços de SEO, os usuários podem aproveitar o Keyword Explorer. Ele sugere palavras-chave para você mirar em seus conteúdos e fornece informações sobre como seria difícil ranqueá-las nos resultados de busca.

O Ahrefs também ajuda os usuários a analisar os concorrentes, fornecendo dados sobre seu conteúdo, backlinks, palavras-chave e anúncios de PPC. Com essas informações, você pode criar uma estratégia para superá-los.

Como é uma ferramenta premium, é necessário adquirir um plano para obter todos os recursos. No entanto, considere experimentar Ferramentas gratuitas de SEO da Ahrefs para reduzir o custo da sua manutenção de site.

[DOWNLOAD]

4. FileZilla – Ferramenta de Gerenciamento de Arquivos

Página inicial do FileZilla

Estatísticas do Filezilla:

  • Melhor para: gerenciamento de arquivos e realização de backups
  • Preço: freemium (a partir de US$ 19,99/download)

O FileZilla é uma ferramenta de cliente FTP que ajuda os usuários a realizar backups para manutenção de site.

Trata-se de um software de código aberto com uma configuração fácil, que permite aos usuários localizar e transferir arquivos grandes de forma rápida e conveniente. Uma vez que ele suporta o protocolo SSH, você pode tornar a transferência de arquivos mais segura.

Além disso, os usuários podem gerenciar uploads e downloads com seu recurso de fila de transferência.

O FileZilla é uma ferramenta de plataforma cruzada. Portanto, está disponível para Windows, Linux e macOS. A versão premium também se integra a serviços de armazenamento em nuvem, como Google Drive, Dropbox e Google Cloud Storage.

[DOWNLOAD]

5. Sucuri – Ferramenta de Segurança do Site

Página inicial do Sucuri

Estatísticas Sucuri:

  • Melhor para: detecção de malware
  • Preço: freemium (a partir de US$ 199,99/ano)

O Sucuri é uma ferramenta de manutenção para a segurança do site. Ele possui ferramentas de varredura para detectar malwares, listas de bloqueio, injeções de links ou alterações suspeitas de DNS, ou nos arquivos principais. Além disso, ele oferece solicitações ilimitadas de remoção de malware, limpeza de sites e proteção a ataques DDoS.

Se houver algum problema, ele alertará imediatamente os usuários por meio de vários métodos configuráveis, incluindo e-mail, SMS, RSS e Twitter.

Os usuários do WordPress podem instalar gratuitamente o plugin Sucuri Security. Além das varreduras de malware, o plugin audita as atividades do site, incluindo tentativas de login, uploads de arquivos e alterações de arquivos — ajudando a prevenir e mitigar ameaças.

Além disso, o Sucuri oferece um scanner de segurança remoto gratuito, o Sucuri SiteCheck. Simplesmente copie e cole o URL do seu site para obter um breve relatório da integridade geral da segurança.

Conclusão

Um plano de manutenção fornece aos proprietários de sites uma lista de etapas para manter e melhorar seus sites em termos de segurança, desempenho, conteúdo, SEO e experiência do usuário.

Várias etapas importantes incluem a instalação de um certificado SSL, otimização de campanhas de marketing digital, verificação de malware no site e garantia de compatibilidade com dispositivos móveis.

Como a manutenção de site envolve a resolução de problemas de back-end, delegar o processo aos serviços de manutenção de site é uma boa opção para quem não tem conhecimento técnico avançado.

Finalmente, se você estiver comprando um pacote de manutenção ou delineando um plano para uma equipe dedicada de TI, lembre-se de acompanhar o andamento do processo de manutenção.

Plano de Manutenção de Site – Perguntas Frequentes

Nesta seção, responderemos a algumas perguntas comuns sobre manutenção de sites.

O Que indica que meu site requer manutenção?

Sinais que revelam que seu site requer manutenção incluem tempos de carregamento lentos, baixo desempenho nos resultados de pesquisa, erros e bugs frequentes, webdesign desatualizado e plugins com defeito. É melhor evitar que esses problemas aconteçam em primeiro lugar ao criar e implemer um plano de manutenção.

Como colocar um site em modo de manutenção?

A maneira mais fácil de informar aos visitantes que seu site WordPress está indisponível devido a uma manutenção programada é instalando um plugin como o WP Maintenance Mode.
Se você usa a Hostinger, também pode habilitar o Modo de Manutenção via hPanel. Vá até Hospedagem → Gerenciar, selecione seu painel do WordPress e ative a opção Modo de manutenção.

Com que frequência devo realizar a manutenção de site?

Depende da complexidade do site. Quanto mais plugins e código ele tiver, mais frequente deve ser a manutenção. Como regra geral, recomendamos realizar a manutenção semanal do site para garantir que todos os elementos e recursos do site estejam atualizados.
Além disso, priorize atualizações de segurança e backups regulares. Anualmente, lembre-se de renovar seu nome de domínio e plano de hospedagem.

Author
O autor