Tráfego Pago para Afiliados: Aprenda a Investir para Ganhar Mais Comissões

Se você está começando agora a sua trajetória no universo dos programas de afiliados e do marketing digital, provavelmente já sabe da importância de investir em tráfego pago como parte da sua estratégia.

Isso porque, mais do que o tráfego orgânico, o tráfego pago é tem enorme importância para afiliados que estão dando seus primeiros passos no mundo do empreendedorismo.

Afinal de contas, uma forcinha para levar sua marca ao seu público-alvo é sempre bem-vinda, não é verdade?

Por isso, ao longo dos próximos parágrafos, vamos tirar todas as suas principais dúvidas sobre o tráfego pago para afiliados. Também iremos listar as principais plataformas digitais para que você comece a publicar os seus anúncios, alcançar os seus clientes e aumentar as suas vendas.

Sigamos!

O Que é Tráfego Pago (PPC)?

Antes de falarmos sobre o tráfego pago especificamente, vamos definir o que é tráfego. Tráfego nada mais é que todo acesso que você recebe na sua página de vendas, site, landing page ou link de afiliado.

Ou seja, gerar tráfego é sempre um objetivo importante do afiliado na internet, assim como do empreendedor digital em geral. Afinal de contas, quanto mais acessos você tem, maiores são as chances de converter essas visitas em vendas.

Tendo isso em mente, podemos dividir as suas estratégias de obtenção de tráfego em duas categorias: o tráfego orgânico e o tráfego pago.

O primeiro refere-se aos acessos que você obtém de forma espontânea, com conteúdos que geram interesse em blogs, email e canais no YouTube — além de postagens nas redes sociais. No geral, trata-se da construção de uma relação com seus clientes atuais e futuros.

Dica

Quer saber mais sobre as principais estratégias de tráfego orgânico? Leia nosso artigo com 6 maneiras de divulgar seus links de afiliado na internet.

O tráfego orgânico é parte fundamental em qualquer estratégia de marketing de afiliados, mas trata-se de um processo muito mais lento, uma vez que requer um investimento considerável de tempo e esforços para produzir bons resultados.

O tráfego pago, por outro lado, é — como o próprio nome já diz — aquele que você obtém por meio de anúncios, ou seja, um investimento financeiro. Tanto é que ele também pode ser referido como PPC, ou Pay Per Click (Pague Por Clique).

O impulsionamento de conteúdo por meio de anúncios também é parte fundamental para qualquer estratégia de marketing digital. Para afiliados iniciantes, entretanto, ele é ainda mais importante. Afinal, se for bem aplicado, ele pode trazer um resultado rápido, ajudar na consolidação da sua audiência e começar a construir a sua marca.

Quanto Devo Investir em Tráfego Pago?

Essa é uma pergunta muito comum para quem está começando a traçar suas estratégias de marketing digital. E a resposta é: depende.

Um aspecto interessante das maiores plataformas de anúncio é que você pode definir o orçamento diário das suas campanhas. Isto é, você pode gastar desde R$ 10 até R$ 10 mil (ou mais!) por dia com a veiculação dos seus anúncios, dependendo das suas necessidades e do seu capital.

Portanto, o principal, aqui, é definir um valor que esteja dentro do planejamento do seu negócio e não faça você perder dinheiro caso o desempenho inicial não corresponda às expectativas.

Em outras palavras, a ideia é primeiro estudar o valor de comissão dos produtos aos quais você se afiliou. Depois, junte outros gastos correntes da sua operação, como hospedagem e domínio, entre outros. Finalmente, busque entender qual será o investimento que trará um retorno sustentável para as suas vendas.

Para se aprofundar nesse cálculo, vale pesquisar sobre o conceito de ROI (Retorno Sobre Investimento) e estudar o valor ideal para se investir no tráfego pago para cada venda que você realizar.

As Melhores Plataformas de Tráfego Pago

Agora que já falamos sobre as principais características do tráfego pago para afiliados, é hora de pensar nas plataformas que você usará para as suas estratégias. Abaixo, vamos listar seis das principais opções que você pode considerar.

Facebook Ads

Como maior empresa de rede social do mundo, é natural que o Facebook seja uma das principais opções para quem quer investir em tráfego pago. Nesse sentido, o Facebook Ads é o seu maior aliado.

página inicial do facebook ads

No Facebook Ads, você pode explorar todas as ferramentas de formatos e impulsionamento da plataforma, definindo palavras-chave, conteúdo, campanhas e outros elementos da sua estratégia. 

Dica do Especialista

Confira nosso artigo completo sobre o Facebook Ads e descubra como aproveitar todos os seus recursos na área do tráfego pago para afiliados.

O melhor dessa plataforma é que você pode ter acesso à infinidade de dados que o Facebook coleta de seus usuários, segmentando de maneira mais eficiente o seu público-alvo e aumentando as suas conversões.

Instagram Ads

Controlado pela Meta, o Instagram também faz parte da plataforma do Facebook. Você pode inclusive usar o Facebook Ads para publicar anúncios na rede. Se o seu objetivo é fazer campanhas exclusivas para o Instagram, entretanto, a melhor opção é o Instagram Ads.

página inicial do instagram ads

Como uma das mídias sociais mais populares entre jovens, o Instagram permite que você atinja uma faixa de público muito diferente daquela que frequenta o Facebook. Isso amplia o alcance dos seus negócios e o número de visitantes nas suas páginas.

Além disso, o Instagram Ads permite que você explore formatos em alta no momento, como os Stories, os Reels e o Instagram Shopping. Todos eles representam meios de se aproximar ainda mais do seu público e colocar seu produto em evidência.

Google Ads

Como maior plataforma de pesquisa do mundo, o Google será recomendado para qualquer estratégia de tráfego pago para afiliados. Para isso, você precisa recorrer ao Google Ads.

página inicial do google ads

Como uma das maiores plataformas de anúncios e tráfego pago do mundo, o Google Ads permite que você se conecte a um universo gigantesco de pessoas por meio de palavras-chave relacionadas aos seus produtos e ao seu nicho.

Em outras palavras, quando um usuário pesquisa uma palavra-chave ligada ao seu segmento, poderá ver um anúncio da sua página ou produto. Isso garante que seu conteúdo seja exibido sempre para pessoas potencialmente interessadas nele, aumentando seus resultados.

Além disso, o Google Ads oferece uma infinidade de opções de investimento, formatos e campanhas para todas as necessidades e bolsos. Vale conferir todas as suas ferramentas.

YouTube Ads

Apesar de fazer parte do Google, o YouTube constitui uma plataforma por si só. Não é para menos: a plataforma tem 1,4 bilhão de usuários únicos mensais, e quase 700 mil horas de vídeo são transmitidas por lá… a cada minuto!

página inicial do YouTube ads

Por isso, anunciar no YouTube Ads também pode ser uma estratégia interessante de tráfego pago para os seus links de afiliado. 

Neste caso, você precisa de um investimento para criar anúncios em vídeo que sejam de fato cativantes. Mas os resultados podem ser excelentes, especialmente se você estiver no universo dos cursos online e do conteúdo em vídeo.

LinkedIn Ads

Se o seu nicho está no mundo do empreendedorismo e do trabalho, o LinkedIn Ads é outra plataforma de anúncios que vale a pena considerar. Afinal de contas, trata-se da rede social de negócios mais importante da internet, com mais de 800 milhões de usuários.

página inicial do LinkedIn ads

Ao contrário das outras plataformas aqui citadas, o LinkedIn Ads apela a uma faixa específica do público e não será a melhor opção para todos os nichos. Além disso, o custo dos anúncios na rede social costuma ser maior que a média.

Mesmo assim, dependendo do seu segmento de atuação, publicar anúncios no LinkedIn também pode ser uma boa escolha.

Pinterest Ads

Você também pode considerar investir no Pinterest Ads, especialmente se o seu negócio estiver em áreas relacionadas a criatividade, arte, moda, beleza ou bem-estar.

página inicial do pinterest ads

O Pinterest Ads chegou ao Brasil em abril do ano passado e tornou-se uma alternativa interessante para quem quer atingir públicos dos nichos citados. Aqui, o segredo é fazer anúncios que se integrem à linguagem da rede, com pins que agreguem valor ao conteúdo das pesquisas dos usuários.

Dicas para Investir no Tráfego Pago como Afiliado

Agora que já listamos seis das principais plataformas de tráfego pago, é hora de cobrirmos algumas das principais dicas para quem vai começar a investir nos anúncios online.

A primeira dica é sempre conhecer muito bem o seu produto e o seu público. Dessa forma, você poderá entender quais plataformas mídias sociais serão mais frutíferas para a sua estratégia — 

Por exemplo: você pode começar publicando anúncios em sites mais gerais, como o Google o Facebook, e a partir dos resultados afunilar seu planejamento para redes mais específicas. Dependendo do seu nicho, é possível migrar para o LinkedIn ou para o Pinterest.

Também é importante delimitar com cuidado o objetivo de cada um dos seus anúncios. Isto é, você pode criar campanhas para gerar visibilidade para a sua marca, incentivar seus visitantes a fornecer alguns dados ou converter cliques em vendas, por exemplo. Cada um desses objetivos requer um planejamento e as plataformas certas para isso.

Por fim, a regra de ouro no mundo do tráfego pago é sempre continuar experimentando com seus anúncios: teste diferentes formatos, segmentações e conteúdos, confira as estatísticas e faça testes A-B para definir o que está dando certo e o que pode ser melhorado.

Dessa forma, você sempre colherá os melhores frutos da sua experiência e poderá expandir suas vendas, aumentando seu público e fazendo seu negócio decolar.

Conclusão

Pronto! Já passamos pelos principais pontos para quem quer iniciar uma trajetória no universo do tráfego pago para afiliados.

Vamos recapitular, passo-a-passo, os principais pontos do nosso guia:

  1. Entenda a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico, sabendo que ambos são importantes de formas diferentes para o crescimento da sua marca.
  2. Defina, a partir do seu orçamento e das comissões dos seus produtos, quanto deverá investir inicialmente em suas estratégias de anúncio.
  3. Explore as principais plataformas de tráfego pago, como o Facebook Ads, o Google Ads e outras.
  4. Pesquise o seu público e entenda o seu nicho para definir as melhores plataformas no seu caso.
  5. Publique seus anúncios, entendendo a função de cada um deles e fazendo testes de performance para saber quais estratégias estão dando certo e quais precisam de ajustes.

Agora é hora de botar a mão na massa. Boa sorte!

Author
O autor

Bruno Santana

Sou jornalista em formação pela Universidade Federal da Bahia, além de colaborador eventual do site MacMagazine e da editoria de cultura do Jornal A Tarde, de Salvador. Fascinado por tecnologia desde criança, criei meu primeiro blog no Wordpress aos 13 anos e nunca mais parei. Nas horas vagas, gosto de ir ao cinema e brincar com meu gato, Sushi.